Evento da Emater é realizado em parceria com a secretaria municipal adjunta de Desenvolvimento Econômico. Inscrições ainda podem ser feitas

Betim vai sediar o 1º Seminário de Meliponicultura e Apicultura Integrada e Sustentável da Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH), nesta terça-feira (6). O evento, promovido pela Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Minas Gerais (Emater-MG), irá debater as perspectivas da apicultura na economia local. O seminário será no auditório Ady Rosa de Freitas, no Centro Administrativo João Paulo II, das 8h às 17h.

Estão previstas discussões do segmento de apicultura, como produção e manejo do mel, produção familiar e em alta escala, além de palestras sobre manuseio adequado de apiários. Além disso, gestores de programas agrícolas da Emater irão apresentar mercados potenciais para comercialização do produto.

Outros temas de relevância nacional serão debatidos durante o encontro, como a extinção das abelhas e suas consequências para o planeta; o uso de agrotóxicos na agricultura e suas consequências na mortandade desses insetos e na saúde das pessoas.

O evento tem o apoio da secretaria municipal adjunta de Desenvolvimento Econômico (Seadec). De acordo com o secretário da pasta, Alexandre Bambirra, o seminário trará uma discussão importante para a economia da cidade e para o desenvolvimento da atividade de apicultura.

“Abordaremos temas que mostrarão as vantagens financeiras que um apicultor pode ter ao utilizar o manejo correto na sua produção. O engenheiro agrônomo da Prefeitura de Betim, Anselmo Ávila, vai falar sobre o potencial econômico da apicultura em Betim e abordará qual a melhor época para a produção de méis e própolis, conforme a flora da região metropolita”, afirmou Bambirra.

Além de apicultores, gestores de programas governamentais, como o Programa de Aquisição de Alimentes Alimentos e do Programa Nacional de Alimentação Escolar, junto com seus nutricionistas, serão orientados para a compra dos produtos para os bancos de alimentos, escolas e restaurantes populares.

A divulgação da Meliponicultura, ou a criação de abelhas sem ferrão, será outro tema abordado. Essa é uma atividade que pode ser desenvolvida por jovens, adultos e idosos sem riscos de picadas, além de poder ser realizada em centros urbanos sem acarretar risco para a população.

Durante todo o dia, uma exposição no hall do Centro Administrativo João Paulo II apresentará os produtos gastronômicos derivados do mel para quem passar pelo local. E às 13h, será apresentada a criação de um prato especial com o mel como ingrediente principal, por um chef de cozinha e professor de gastronomia da UNA de Belo Horizonte.

As inscrições para o seminário são gratuitas e podem ser feitas pelos telefones 3596-6819, 3594-1366 ou 3594-2555. Os participantes receberão ao final o certificado de participação.

Programação:

8h: credenciamento e café de boas vindas;
8h30: abertura
9h: apresentação do entreposto de mel Associação dos Meliponicultores e Apicultores do Médio Paraopeba (AMAMP)
9h30: Mercados potenciais para comercialização da agricultura familiar e os Programas de Aquisição de Alimentos (PAA) e de Alimentação Escolar (PNAE), Raul Machado, coordenador técnico em Comercialização e Gestão da Emater-MG
10h: “Flora apícola na RMBH”, Anselmo Ávila, engenheiro agrônomo da Prefeitura de Betim.
11h: “Manejo para alta produção de Mel”, Dirceu Alves Pereira, coordenador técnico de Pequenos Animais Emater-MG
12h: Intervalo para almoço
13h: apresentação da Una com o prato preparado com mel.
14h: “Morte das abelhas: doenças, inimigos naturais e impacto de agrotóxicos”, Helder Canto, professor da Universidade Federal de Viçosa/Florestal
15h: “Ganhe muito dinheiro produzindo própolis”, Hélio Silva, Sebrae-MG
15h45: Intervalo para café
16h: “Criação racional de abelhas nativas sem ferrão”, Leticia Cândida Pataca, diretora da Associação de Meliponicultores do Estado de Minas Gerais (AME) e professora da UFMG.
16h50: Encerramento.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here