Betim registra primeira morte por dengue em 2019

0
650
Posto de Hidratação instalado pela prefeitura de Betim já recebeu 2.342 pacientes em apenas um mês. Foto: Roberto Maradona.

Vítima é uma mulher de 67 anos. Município já tem 2.639 casos confirmados da doença

Betim tem um dos dois casos confirmados de morte por dengue em Minas Gerais em 2019. Os dados foram divulgados no boletim epidemiológico da Secretaria Estadual de Saúde (SES-MG) do dia 11 de março.

A vítima betinense era uma mulher de 67 anos. O outro caso, cujo gênero e idade não foram revelados, foi no município de Uberlândia, no Triângulo mineiro. Ainda segundo a SES-MG, 18 óbitos estão sendo investigados por suspeita de terem acontecido por conta da dengue. O número tende a ser maior do que em 2018, quando foram confirmadas nove mortes e outras 14 seguem sob investigação.

Casos

Em Betim já foram notificados 8.192 casos de dengue, dos quais 2.639 foram confirmados, até 15 de março. O índice é superior ao de todo o ano de 2018, quando foram notificados 1.378 casos e apenas 153 foram confirmados. Em todo o Estado, os casos prováveis da doença chegam a 44.230.

Atendimento

O Diretor de Vigilância à Saúde, Nilvan Baeta destaca que os principais sintomas da dengue são febre alta de início súbito, náuseas, vômitos, dores de cabeça, no fundo dos olhos, no abdômen, ossos e articulações, além de mal-estar e cansaço físico extremo. Na menor das suspeitas, a pessoa deve procurar a Unidade Básica de Saúde (UBS) de referência.

O tratamento consiste em beber bastante água para se hidratar, consumir pequenas quantidades de alimentos e utilizar antitérmicos como dipirona ou paracetamol para abaixar a febre e aliviar a dor. Muitos pacientes precisam de hidratação venosa.

Para desafogar as Unidades de Pronto Atendimento (UPA), a prefeitura instalou, no dia 14 de fevereiro, um posto de hidratação na clínica da Associação dos Servidores Municipais de Betim (Asmube). O local funciona 24 horas e, em um mês, já atendeu 2.342 pessoas. A clínica fica na rua Mato Grosso, 926, no bairro Espírito Santo.

Caso os sintomas se agravem e o paciente sinta dor abdominal intensa e sinais de hemorragia, a orientação é procurar a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) mais próxima. Isso pode significar dengue hemorrágica, quadro mais delicado da doença, que exige cuidados especiais.

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here