“Betim Sem Dengue”; tecnologia na palma da mão no combate ao mosquito Aedes aegypti

0
178
O aplicativo é a primeira ferramenta digital do município com o objetivo de combater a disseminação desse mosquito. Foto: Adeildo Silva.

Aplicativo é a primeira ferramenta digital do município com o objetivo de combater a disseminação do mosquito

A Prefeitura de Betim deu mais um passo na luta contra o mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, zika, chikungunya e febre amarela. O aplicativo “Betim Sem Dengue” é a primeira ferramenta digital do município com o objetivo de combater a disseminação desse mosquito.

O aplicativo pode ser baixado gratuitamente nos smartphones nas versões Android ou iOS. A plataforma foi desenvolvida pela prefeitura em parceria com a empresa Ivory, provedora de soluções tecnológicas com sede em Betim. Todo o processo e finalização do aplicativo foi criado sem nenhum custo para os cofres públicos.

Agora, com o “Betim Sem Dengue”, a prefeitura terá o auxílio da população para identificar os locais com alta índice de focos do Aedes aegypti. A plataforma funciona da seguinte maneira, ao ver um local que possa ser favorável a proliferação do mosquito, o morador de Betim poderá fazer um registro fotográfico pelo aplicativo, indicando qual o tipo do criadouro que foi encontrado, lembrando que fotos salvas na galeria dos telefones celulares não poderão ser compartilhadas.

Caso no momento do registro a pessoa não tenham internet conectada ao telefone, a foto ficará salva no próprio aplicativo aguardando o sinal de internet. A partir desse registro, será realizado um levantamento de dados que irá contribuir para elaborar um mapa de calor da infestação do mosquito na cidade, classificando as áreas de maior incidência de focos.

Em seguida, serão desenvolvidas estratégias de ação e mobilização das equipes de agentes de endemias da Secretaria Municipal de Saúde e dos demais órgãos e superintendências que compõem o Comitê Municipal de Enfrentamento Contra a Dengue.

Para o secretário de Saúde, Guilherme Carvalho, “o aplicativo Betim Sem Dengue reforça nosso compromisso em buscar soluções inovadoras para, em conjunto com a população, buscarmos medidas para eliminar os focos do mosquito em nossa cidade”.

Sendo assim, o desenvolvimento dessa nova tecnologia vai permitir a coparticipação da população nas ações de combate à dengue, mais um passo para tornar Betim uma Cidade Inteligente.

“A criação do aplicativo, sem custos para a prefeitura, é um reforço grande no enfrentamento ao mosquito Aedes aegypti, é um avanço para as políticas públicas de saúde. A plataforma é exemplo ao aliar tecnologia voltada para ações de promoção, prevenção e educação em saúde”, destaca o prefeito de Betim, Vittorio Medioli.

A ferramenta surgiu com as equipes da Diretoria de Vigilância em Saúde e da Superintendência de Tecnologia e Informação, que buscaram parceria com a empresa Ivory. Um aplicativo de fácil manuseio, feito para que todos sejam capazes de utilizar sem nenhuma dificuldade.

O desenvolvimento do “Betim Sem Dengue” contou com o suporte técnico da vigilância epidemiológica e do setor de geoprocessamento. O layout e a identidade visual foram aprovados pela Secretaria Municipal de Comunicação.

Tecnologia a serviço do cidadão

O aplicativo “Betim Sem Dengue” é considerado o primeiro resultado prático da parceria, firmada em outubro de 2019, entre a administração municipal e o Capítulo Betim da Singularity University (SU Betim).

A iniciativa tem como objetivo reunir o empresariado, entidades de classe, instituições de ensino, lideranças comunitárias e religiosas, autoridades e cidadãos interessados em ajudar e estimular a utilização de tecnologias exponenciais na solução de problemas das comunidades, como por exemplo, a dengue.

O diretor da Ivory, Daniel Vidigal, relata que essa parceria irá trazer benefícios para os betinenses. “Somos especialistas neste tipo de solução, mas não havíamos firmado nenhuma parceria que resultasse em um benefício para a comunidade e enxergamos essa oportunidade em ajudar. Com a expertise que temos com soluções tecnológicas corporativas, podemos agregar muito em nossa comunidade. E é importante reforçar que estamos desenvolvendo uma solução que precisa muito da ajuda da população”, avalia Vidigal.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here