Levantamento se refere às ocorrências registradas nas rodovias federais que cortam Minas Gerais, segundo a PRF

O número de mortos nos trechos mineiros das estradas federais foi 18% inferior ao registrado em 2018. Se comparado com 2017, a redução chega a 61%, de acordo com levantamento da Polícia Rodoviária Federal (PRF), divulgado na tarde desta quinta-feira (7).

A Operação Carnaval, que contou com intensificação das ações nas rodovias, registrou nove mortos, vítimas de 148 acidentes. No ano passado esse número foi de 11 vítimas decorrentes de 175 colisões. Em 2017, 340 acidentes durante o Carnaval deixaram 23 mortos.

Houve redução, também, no número de feridos. Neste ano foram 193, contra 201 em 2018 e quase o dobro de 2017, com 386 vítimas feridas.

Características dos acidentes

As colisões neste ano ocorreram nos municípios de Betim, Bom Despacho, Caldas, Felixlândia, Inhapim, Leopoldina, Nova Lima e Pouso Alegre. Segundo a PRF, quatro mortes aconteceram entre 4h e 5h da manhã, o que pode indicar o sono como causa dos acidentes.

Além disso, três acidentes com mortes envolveram motos e cinco foram colisões frontais.

Fiscalização

Durante a Operação Carnaval, a PRF também apertou o cerco contra motoristas que combinam a mistura bebida e direção. No total, foram realizados 6.945 testes de alcoolemia, levando à autuação de 114 pessoas e à prisão de outros oito condutores.

Também foram pegos motoristas que não respeitaram os limites de velocidade estabelecidos na via. Com o uso de 23 radares móveis, a PRF realizou 8.233 multas por excesso de velocidade.

Os agentes ainda flagraram 1.145 ultrapassagens proibidas.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here