Diversidade na moda

0
1065
A diversidade precisa de espaço, mas não deve ser encarada com uma “moda”, afinal é ela que representa a realidade de quem consome moda todos os dias, como eu, você e seus amigos, por exemplo. Foto: NYFashionWeek/ Reprodução.

O cenário da moda como conhecemos surgiu na Europa, com uma representação por meio de grandes revistas, jornais e desfiles que propunham um comportamento e padrões estéticos vindos de uma visão dos profissionais da área de lá.

Foto: Revista Allure Magazine/ Reprodução.

Esse mesmo formato se espalhou pelo mundo inteiro e acabou se tornando completamente desconectado da realidade de vários lugares do mundo, inclusive do Brasil.

Quem nunca esteve presente ou participou de um diálogo sobre “os padrões inalcançáveis da moda”, né?

Observe que as coisas estão mudando, agora mais do que nunca com a mudança de postura de grandes marcas que têm o poder de ditar tendências.

A diversidade precisa de espaço, mas não deve ser encarada com uma “moda”, afinal é ela que representa a realidade de quem consome moda todos os dias, como eu, você e seus amigos, por exemplo.

Desde que o mundo virou do avesso e nos tornamos capazes de enxergar com mais clareza os nossos próprios privilégios, opiniões novas e velhas questões começaram a surgir.

E a pergunta de hoje não poderia deixar de ser: o que podemos fazer para abraçar a diversidade no mundo da moda? Quer colaborar com essa causa e com esta mudança de postura do mercado?

Segue algumas dicas para você considerar na hora de escolher onde comprar seus looks e investir o seu dinheiro:

  •  Valorize e prestigie a loja que sempre conta com produtos para todos os biótipos;
  •  Seja seguidor e interaja nas redes sociais das marcas que trabalham belezas diversas em seus conteúdos de feed/stories;
  •  Em grandes comércios e lojas de departamentos observe o quadro de funcionários e se alí há valorização da diversidade;
  •  Siga, curta e comente posts de influenciadores de perfis voltados para o conteúdo sobre diversidade.
Foto: Dolce Gabbana/Reprodução.

O assunto é complexo e merece atenção, com um passo de cada vez é possível chegar mais longe. Então, vamos fortalecer esta corrente com o nosso modo de consumir moda?

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here