Limpeza urbana: mutirão de capina ocorre nos principais corredores de Betim

0
574
As ações de limpeza são efetuadas nas avenidas Juiz Marco Túlio Isaac e Edmeia Mattos Lazzarotti. Foto: Divulgação/ Ecos.

As ações de limpeza serão efetuadas gradativamente e terão 60 dias de duração

Teve início na última segunda-feira (20), o serviço de limpeza urbana de Betim. Ao todo, 14 frentes de trabalhos integradas por 150 colaboradores se concentraram na avenida Juiz Marco Túlio Isaac, no bairro Jardim da Cidade. No local, deram início ao mutirão de capina. Essa ação tem como objetivo percorrer as principais avenidas sanitárias do município.

Segundo o diretor de serviços Empresa de Construções, Obras, Serviços, Projetos, Transporte e Trânsito de Betim (Ecos), Ronie Von Fonseca, a intervenção terá 60 dias de duração. “Durante o período chuvoso é normal que a vegetação cresça em uma velocidade acelerada. Betim possui grandes avenidas e que demandam uma mão de obra maior. Para que possamos atingir a extensão de todas estas vias, organizamos esta força tarefa que contará com todas as equipes de capina do município”, explicou Ronie.

As ações de limpeza serão efetuadas gradativamente. “Iniciamos na avenida Juiz Marco Túlio Isaac. Em seguida, a frente de trabalho irá para a avenida Edméia Mattos Lazzarotti e assim sucessivamente até atingirmos o objetivo”, informou o chefe da seção de Saneamento da ECOS, Vilmar Ribeiro.

Entretanto, vale ressaltar que a população também precisa fazer sua parte. “De acordo com a lei municipal nº 5828, a limpeza, manutenção e conservação das calçadas de imóveis particulares é responsabilidade do proprietário. Então, pedimos que os moradores colaborem e mantenham os passeios limpos para, juntos, construirmos uma cidade cada vez melhor”, finalizou Vilmar.

Malha ferroviária também receberá limpeza

Uma inspeção conjunta entre a ECOS e a empresa de transporte responsável pela malha ferroviária de Betim, VLI, no dia 17 de janeiro, foi efetuada nos locais conhecidos como faixa de domínio e reserva técnica – área ao entorno da ferrovia que corta o município. A iniciativa teve como objetivo avaliar a real situação desses lugares que também passarão por uma força tarefa de limpeza.

“Embora a limpeza destes perímetros seja de responsabilidade da empresa controladora da ferrovia, nós nos preocupamos com a conservação de toda a cidade. Sendo assim, mapeamos os locais que precisam de manutenção e dividimos as frentes de trabalho de acordo com o nível de urgência de cada um”, explicou Ronie Von.
“Agora, a VLI irá desenvolver um cronograma para a execução dos serviços que serão divididos em três etapas com previsão de início para fevereiro. A equipe da divisão de Serviços Ambientais irá acompanhar os trabalhos”, explicou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here