Ministério Público investiga irregularidades em mandato de vereadora de Betim

0
342
Câmara Municipal de Betim. Foto: Carlos Fabiano Braga.

Polícia Civil executou mandado de busca e apreensão no gabinete de Elza Aguiar (PP) na sexta-feira passada

A vereadora Elza Aguiar (PP) é alvo de uma investigação do Ministério Público de Minas Gerais (MPMG). O teor das investigações não foi confirmado pelo MP, já que elas correm em segredo de justiça, segundo o órgão. Mas levantamento feito pela Folha Vale do Paraopeba aponta para a suspeita de rachadinha, esquema em que o parlamentar fica com parte do salário que deveria ser pago aos assessores.

Na última sexta-feira (30/8), a Polícia Civil cumpriu mandado de busca e apreensão no gabinete de Elza. A PC também não informou sobre o resultado da operação e disse que irá se pronunciar quando as investigações forem concluídas. Porém, segundo apuração da FVP, celulares de assessores que trabalham no gabinete foram apreendidos para averiguação.

A reportagem entrou em contato com a equipe da vereadora, mas eles não se pronunciaram e pediram para procurar a assessoria de imprensa da Câmara. Esta, por sua vez, apenas confirmou que a Polícia Civil executou um mandado de busca e apreensão no gabinete de Elza e informou que as investigações correm em segredo de justiça.

O MP afirmou que irá se pronunciar quando a investigação for finalizada.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here