Residente do bairro Santo Afonso em Betim desabafa sobre falta de água e pede ajuda à prefeitura e Copasa

0
369
Jovem revela ao jornal que a situação ainda é mais complicada nas casas que não têm caixa d'água, pois essas moradias não conseguem armazenar uma quantidade que seja para o uso durante o dia. . Foto: Divulgação/ iStock.

Jéssica Barbosa gravou um vídeo denunciando que muitas vezes não tem água em casa nem para lavar as mãos

Recentemente um vídeo vinculado nas redes sociais feito por uma moradora de Betim tem chamado atenção de quem para pra escutar o que ela diz.

Na gravação, a atende Jéssica Barbosa, de 24 anos, moradora do bairro Santo Afonso em Betim, faz um desabafo aliado com denúncia sobre a falta de água que acomete os moradores do bairro há vários dias.

Na gravação, a atende Jéssica Barbosa, de 24 anos, moradora do bairro Santo Afonso em Betim, faz um desabafo aliado com denúncia sobre a falta de água que acomete os moradores do bairro há vários dias. Foto: Print/ Instagram.

Moro no bairro Santo Afonso em Betim e aqui está bastante recorrente a falta de água, isso ocorre todos os dias. A água chega meia-noite ou 2h da madrugada e já às 9h da manhã acaba. Quando fazemos reclamações à Copasa, a empresa diz que está fazendo manutenção na rede e por isso o serviço de água está suspenso. Mas isso vem ocorrendo há anos, e nada é resolvido. E agora, na pandemia, quando estamos mais em casa e precisamos usar mais água para lavar as mãos, por exemplo, estamos sem o fornecimento que é um direito de todos, uma vez que pagamos por esse serviço“, diz Jéssica, em um trecho do vídeo.

A atendente revela ao jornal que a situação ainda é mais complicada nas casas que não têm caixa d’água, pois essas moradias não conseguem armazenar uma quantidade que seja para o uso durante o dia. “Recentemente, a água aqui em casa demorou tanto pra voltar que acabou até da caixa d’água e a gente ficou literalmente sem nenhuma água em casa para fazer algo. Agora, as pessoas que não tem caixa d’água em casa, com certeza estão numa situação pior e isso não pode continuar”, explica.

A jovem faz um apelo também à Prefeitura de Betim, e pede para que a administração possa interceder pela falta de água na região e cobrar da Copasa um posicionamento. “Eu também gostaria de questionar aonde está nosso prefeito? Que ele ajude a gente. Porque isso não ocorre eventualmente, ocorre todos os dias. E todos os dias somos impedidos de fazer algo, até mesmo de higienizar as mãos durante a pandemia”, finaliza Jéssica.

Outra moradora da região, Elizabete Borges, 47, residente do bairro vizinho, o Marimbá, também percebeu que a água tem acabado nos últimos dias, algo que não era normal antes. Elizabete, que também é agente de serviço escolar, mora no bairro há 35 anos e diz que sempre viu o pessoal do Santo Afonso reclamar por falta de água.

“Nós últimos dias, a água aqui da rua onde moro tem acabado frequentemente, antes não era assim. Eu moro aqui há 35 anos e sempre vi o pessoal do Santo Afonso reclamar de falta de água. Isso é um descaso com a população. Os responsáveis têm que ter mais atenção com as pessoas, avisar se vai acabar ou se não vai. A gente que tem que ficar olhando se tem ou não tem água, e isso não pode ser assim”, esclarece Elizabete.

O jornal tentou contato com a Prefeitura de Betim e com Copasa a fim de obter esclarecimentos sobre a falta de água no bairro e até o fechamento desta edição, não obtivemos respostas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here