Plano de combate à dengue é iniciado

0
350
Em 2020, de janeiro até 28 de dezembro, foram notificados 1.572 casos suspeitos de dengue e 254 foram confirmados. Foto: PMB/ Divulgação.

Até o dia 23, cerca de 9 mil imóveis serão visitados em diversos bairros de Betim 

Já estão ocorrendo pelas ruas de Betim ações de combate à dengue, como, por exemplo, o Levantamento de Índice Rápido para o Aedes aegypti (LIRAa).

De acordo com a prefeitura, equipes do Centro de Controle de Zoonoses e Endemias estão percorrendo os bairros para identificar os pontos de maior concentração de focos do mosquito Aedes aegypti, responsável pela transmissão de dengue, zika, chikungunya e febre amarela urbana – e os principais tipos de criadouros. As visitas serão realizadas até 23 de janeiro e os resultados serão divulgados na última semana deste mês.

Segundo informações, durante todo o período de estudo cerca de 9 mil imóveis serão inspecionados em bairros de todas as 10 regionais da cidade. Todos os locais a serem visitados são escolhidos por um sorteio realizado através de um programa de computador.

Em nota, a administração municipal destacou que, “os Agentes de Combate a Endemias (ACE), além de orientar os moradores sobre os cuidados, coletarão amostras das larvas encontradas, que serão levadas para análise em laboratório e identificação da espécie”.

Objetivo

Posteriormente, o resultado do LIRAa servirá de base para o planejamento das ações de combate ao mosquito no município. E, ainda de acordo com informações da prefeitura, as regiões que apresentarem maior índice de Infestação Predial (IIP%) terão as visitas domiciliares com mais frequência efetuadas pelos Agentes de Combate a Endemias e os mutirões de limpeza.

De acordo com os parâmetros do Índice de Infestação Predial, os bairros que apresentarem IIP inferior a 1% estarão em condições satisfatórias; de 1% a 3,9% estarão em situação de alerta; e superior a 4%, em situação de risco.

O diretor de vigilância em Saúde, Nilvan Baeta, aborda que os cuidados no combate ao mosquito transmissor da dengue devem ser permanentes, porém intensificados durante o período chuvoso, clima ideal para proliferação dos mosquitos. “As pesquisas anteriores mostram que 80% dos focos estão dentro das residências. A população não pode se descuidar e deve continuar adotando medidas preventivas, evitando água parada, fazendo a limpeza das casas e não jogando lixo em locais públicos”, explicou.

Dados da dengue

Em 2020, de janeiro até 28 de dezembro, foram notificados 1.572 casos suspeitos de dengue e 254 foram confirmados. As regionais com maior taxa de incidência da doença foram Icaivera, Teresópolis, Alterosas e Imbiruçu.

Em 2019, foram notificados 51.300 casos suspeitos de dengue, 42.989 foram confirmados e 18 óbitos foram registrados. As regionais com maior taxa de incidência da doença foram Icaivera, Norte, Teresópolis, Alterosas e PTB.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here