Sarampo; Betim inicia nova campanha para intensificar a vacinação contra a doença

0
286
A imunização estará disponível em todas as salas de vacina das Unidades Básicas de Saúde (UBS). Foto: Pixabay/ Divulgação.

De acordo com a referência técnica em imunização do município, a realização da campanha e a adesão do público-alvo são imprescindíveis para garantir a proteção da população

Considerando que até janeiro de 2020 a circulação do vírus do sarampo permanece ativa no país e diante da necessidade de proteger a população contra a doença, a Prefeitura de Betim inicia uma nova campanha de vacinação, a partir desta segunda-feira (10), por recomendação do Ministério da Saúde. A primeira etapa da Campanha Nacional de Vacinação contra sarampo será realizada até 13 de março, sendo o dia D em 15 de fevereiro.

Durante este período será oferecida a vacina tríplice viral, que protege contra sarampo, caxumba e rubéola, para crianças e jovens de 5 a 19 anos, não vacinados ou com esquema vacinal incompleto para o sarampo. Para a imunização contra doença são necessárias duas doses. A vacinação será realizada de forma seletiva, por meio da avaliação do cartão de vacinação, de acordo com as indicações do Calendário Nacional de Vacinação.

A dose estará disponível em todas as salas de vacina das Unidades Básicas de Saúde (UBS), durante o horário normal de funcionamento de cada uma. No dia “D”, 15 de fevereiro, sábado, as UBSs permanecerão abertas das 8h às 17h para realizar a vacinação. Além da tríplice viral, as pessoas que comparecerem às unidades terão os cartões de vacinação avaliados e poderão receber outras vacinas, se necessário.

De acordo com a referência técnica em imunização do município, Úrsula Rodrigues dos Santos, a realização da campanha e a adesão do público-alvo são imprescindíveis para garantir a proteção da população contra o sarampo e possibilitar a interrupção da circulação do vírus no país. “Este é um passo importante para a recertificação da eliminação da doença do Brasil. Deixar de se vacinar não é uma escolha individual quando se vive em sociedade. Se vacinar é evitar que doenças erradicadas voltem e matem outras pessoas. É acima de tudo zelar pela proteção coletiva”, afirma.

Informações fornecidas pelo site da Prefeitura de Betim.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here