Segunda unidade de hidratação é aberta em Betim para atender pacientes com dengue

0
693
UPA do bairro Jardim Teresópolis.

Posto funciona na UPA Teresópolis. Para combater a doença e conscientizar a população, prefeitura realizou um mutirão no último fim de semana

Uma nova unidade de hidratação venosa para pessoas com dengue foi aberta nesta segunda-feira (8) em Betim. O posto fica na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Jardim Teresópolis e terá funcionamento todos os dias da semana, por 24 horas. A medida é para desafogar as UPAs da cidade, devido ao elevado casos da doença, principalmente nesta região, conforme o diretor de Vigilância em Saúde de Betim, Nilvan Baeta.

De acordo com levantamento divulgado hoje pela prefeitura, Betim já tem 11.287 casos notificados, dos quais 5.909 já foram confirmados em 2019. O município ainda registrou seis óbitos em decorrência da doença.

Nilvan Baeta afirma que 80% dos focos do mosquito transmissor da dengue, Aedes Aegypt, está nas casas. Para conscientizar a população sobre manter os quintais livres de locais propícios para reprodução do animal, um mutirão de limpeza foi realizado pela prefeitura no último sábado (5) na região do Icaivera.

“Orientamos sobre lixo e água parada. A cada dez casas visitadas, oito estavam com foco de dengue. Podemos fazer todas as ações, mas se não houver apoio da comunidade não vai adiantar”, frisou. Durante a ação a equipe distribuiu materiais educativos e orientou a população quanto aos cuidados necessários, além de recolher lixos que podem servir de reservatório de água como copos descartáveis e garrafas pet.

Atendimento

Os principais sintomas de dengue são: febre alta de início súbito, dores de cabeça, no corpo e articulações e manchas vermelhas na pele. Na menor suspeita, Baeta destaca que a pessoa deve procurar a Unidade Básica de Saúde (UBS) de referência. No local, o paciente passará por uma triagem e irá fazer o exame para diagnóstico da dengue. Também é no posto de saúde que ele receberá hidratação oral ou venosa.

Pacientes já diagnosticados ou que tenham o início dos sintomas em dias ou horários que as UBSs não estejam abertas, devem se dirigir a um dos postos de hidratação: na clínica da Asmube, localizada à rua Mato Grosso, 926, no bairro Espírito Santo; ou na UPA Teresópolis, na avenida Belo Horizonte, 154. Nesses pontos também é feito o exame para diagnóstico da doença.

Ele pontua que não há necessidade de ir para a UPA logo no início dos sintomas, mas sim seguir as orientações acima. “Cerca de 70 a 80% dos pacientes nas UPAs têm sido constatados com dengue. Isso lota a Unidade, sendo que há outros postos que foram feitos exclusivamente para atender os pacientes com a doença”, disse.

Prevenção

A prefeitura está distribuindo repelentes fabricados pelo programa Farmácia Viva gratuitamente para gestantes. O produto pode ser pego nas Unidades Básicas de Saúde.

Também é nas UBSs que as pessoas podem pegar o medicamento homeopático Eupatorium perfoliatum, que fortalece o organismo de quem está com dengue e torna os sintomas mais brandos, caso a pessoa pegue a doença. Quem quiser deve ir a um dos postos de saúde com uma garrafa lacrada de 500ml de água mineral para receber as gotas do medicamento.

Minas Gerais

De acordo com o último boletim epidemiológico da Secretaria Estadual de Saúde (SES), divulgado no dia 1º de abril, os casos prováveis de dengue em Minas chegam a 81.456. Esse número reúne os casos confirmados e suspeitos da doença.

Além de Betim, foram confirmados pela pasta outros sete óbitos pela arbovirose nos municípios de Arcos, Paracatu, Uberlândia e Unaí. As mortes confirmadas pela secretaria municipal de saúde foram divulgadas após o lançamento do boletim mais recente da SES. Portanto, o número total do próximo documento tende a ser maior.

Outros 29 óbitos estão em investigação pelo órgão estadual.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here