Testes para Covid-19 são ampliados e auxiliam no combate à doença

0
196
ampliação do procedimento de testagem está seguindo o protocolo da Secretaria de Estado de Saúde. Foto: Prefeitura de Betim.

“Iniciativa contribuirá para melhoria da assistência a pacientes positivos na fase inicial dos sintomas”, diz secretário

Já estão disponíveis em Betim testes para diagnóstico da Covid-19 em pessoas de qualquer idade com sintomas gripais leves e que possuam comorbidades, como cardiopatia, hipertensão, diabetes, entre outras doenças, o que as caracteriza como “pessoas dos grupos de risco ao agravamento da doença”.

A cidade, que já havia anunciado testes rápidos para idosos, agora estende o procedimento à essas categorias. Os testes estão disponíveis desde o dia 29 de julho, em dez unidades básicas de saúde (UBSs) de Betim, (confira o quadro).

 

Fonte: Prefeitura de Betim.

De acordo com a diretora operacional Tânia Resende, a ampliação do procedimento de testagem está seguindo o protocolo da Secretaria de Estado de Saúde, que recebeu atualização técnica no último dia 20.

“Antes mesmo dessa atualização, já havíamos ampliado a testagem para idosos com sintomas gripais leves nas UBSs. Na versão anterior do protocolo, o Estado disponibilizou testes rápidos para a testagem de profissionais da saúde, da segurança pública e de instituições de longa permanência (ILPIs) sintomáticos, além de idosos institucionalizados e detentos”, informou.

Tânia esclarece que o novo protocolo do Estado, além de disponibilizar a testagem do tipo RT-PCR, a ampliará a idosos, com ou nenhuma comorbidade, e a usuários de qualquer idade com comorbidades. Sobre o atendimento à população, ela explica que “o teste será feito, inicialmente, em uma UBS por regional. É importante reforçar que as pessoas com sintomas leves procurem a UBS de referência, para que não haja uma sobrecarga das unidades de pronto atendimento, as UPAS”.

Segundo o secretário adjunto de Assistência, Hilton Soares, “essa iniciativa contribuirá para a melhoria da assistência a pacientes positivos na fase inicial dos sintomas. Uma vez identificados casos positivos em pessoas propensas ao agravamento da doença, no início da manifestação dos sintomas, é possível assisti-las, evitando que cheguem a quadros agudos, os quais normalmente evoluem para a dependência de leitos de CTI, com risco de morte,” enfatiza.

Testes em idosos

Até o dia 23 de julho, a secretaria registrou 88 testes rápidos realizados em idosos, com idade superior a 60 anos, nas UBSs, com sintomas leves de síndrome gripal. Segundo os dados, 69 testes tiveram resultado negativos, totalizando 78,5% e 19 positivos. Os dados são referentes ao período de 7 a 23 de julho.

“Esse grupo de risco está sendo acompanhado mais de perto, com resultados mais assertivos. Os pacientes submetidos aos testes serão monitorados pelas equipes de saúde, sendo mais um reforço para melhorar a assistência para os idosos”, explica Tânia.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here