Banco de leite em Betim pede “reforço” às mães lactantes

0
740
Banco de Leite de Betim se encontra localizado no bairro Brasiléia, no Centro Administrativo João Paulo II. Foto: PMB/Divulgação.

Com baixa de estoque, prefeitura pede às mães doadoras de leite materno para que não interrompam as doações

As mães lactantes de Betim estão sendo “convidadas” pela Secretaria Municipal de Saúde para que continuem amamentando e doando leite, mesmo diante da pandemia de Covid-19. A ação surge diante da preocupação da secretaria sobre um possível impacto na vida dos bebês que precisam das doações de leite materno.

Desde dezembro do ano passado, segundo a coordenadora do Banco de Leite Humano de Betim, Edina Cristina, ocorreu uma grande baixa de doações desse alimento. “Há cerca de seis meses, em agosto de 2020, havia 41 mães doadoras cadastradas em Betim e eram coletados mais de 100 litros de leite materno por mês. Hoje temos 21 doadoras e, em janeiro de 2021, conseguimos distribuir somente 34,5 litros de leite materno pasteurizado”, destaca.

Edina ainda explica que o leite humano é o melhor alimento para os bebês saudáveis, principalmente para os prematuros que estão internados, já que cada pote de leite coletado pode auxiliar na nutrição de até dez recém-nascidos. “Atualmente, em Betim, há 41 bebês prematuros internados que precisam do leite humano para sua melhor recuperação e desenvolvimento. E nós contamos com as mães doadoras para manter a saúde desses bebês”, enfatiza.

Quem pode doar?

De acordo com a secretaria, toda mulher que estiver amamentando pode doar seu leite. Quem quiser se cadastrar para fazer a doação deve entrar em contato com o Banco de Leite de Betim, pelo telefone (31) 3594-2454, no qual também é possível esclarecer dúvidas sobre amamentação. O atendimento presencial está funcionando, contudo, se puder ser evitado é melhor para a segurança das mães e bebês.

A respeito da insegurança da mãe em realizar a doação, a pasta municipal de Saúde explicou em nota que, “sobre o medo que algumas mães têm de doar durante a pandemia, vale destacar que as doações são realizadas com total segurança, seguindo as normas preconizadas pelo Ministério da Saúde. A coleta é feita pela própria mãe em seu domicílio, conforme as orientações da equipe de saúde”.

A Secretaria ainda ressaltou que, uma vez por semana, um profissional vai até a casa da mãe para recolher o leite coletado já congelado, sem adentrar na residência. “Tudo realizado de maneira segura para diminuir o contato com as mães e protegê-las de qualquer possível contaminação pelo coronavírus”, informou, em nota.

O Banco de Leite de Betim se encontra no bairro Brasiléia, no Centro Administrativo João Paulo II, com atendimento de segunda a sexta-feira, das 7h às 18h.