Betim disponibilizará 370 leitos para combater a pandemia do coronavírus

0
1673
O Centro Materno Infantil disponibilizará 170 leitos para um Centro de Tratamendo Intensivo, prédio está em construção ao lado do HPRB, com obras prestes a serem concluídas. Foto: Edson Dutra.

Três estruturas hospitalares serão preparadas para a doença. Cinco casos já foram confirmados na cidade 

Betim se prepara para conter a proliferação do covid-19, o coronavírus, e amplia rede de atendimento de saúde aos moradores, sobretudo para os que dependem do serviço público. Criado no último dia 18, o Centro de Enfrentamento à Pandemia Coronavírus (Cepac/Betim), coordenado pela prefeitura, anunciou a instalação de novas estruturas hospitalares que irão contar com o total de 370 leitos, para atender pacientes com testes positivos ou casos suspeitos de covid-19. Desta forma, outros casos de saúde não terão o atendimento prejudicado na cidade.

As estruturas serão organizadas em três pontos da cidade. O primeiro, com 120 leitos, está sendo instalado no antigo Clube da Fiat, para fazer diagnóstico daqueles que apresentarem sintomas da doença. O segundo, com 80 leitos, será para pacientes em recuperação e também funcionará no clube. O local irá começar a receber pacientes nos primeiros dias deste mês.

O terceiro trata-se de um Centro de Tratamento Intensivo (CTI), que funcionará no Centro Materno Infantil, em construção ao lado do Hospital Público Regional de Betim (HPRB), com obras prestes a serem concluídas. Nele haverá 170 leitos para pacientes com testes positivos da doença e em estado grave de saúde.

Segundo o secretário adjunto de Gestão da Saúde do município, Augusto Viana, até que o prédio da nova maternidade fique pronto, 30 leitos estão sendo preparados em um andar do HPRB. “Já estamos estruturando, de imediato, em andar no HPRB, a instalação de 30 leitos de UTI, até que as obras do Centro Materno Infantil sejam concluídas”, esclarece.

Investimentos

Augusto Viana informou que, no último mês, a Secretaria Municipal de Saúde efetivou a aquisição de R$ 1 milhão em máscaras, luvas, jalecos e toucas para os profissionais da saúde. Além de R$ 2,5 milhões em equipamentos para instalação das unidades de terapia intensiva.

Exames de coronavírus em Betim

Segundo determinação do Ministério da Saúde e da Secretaria do Estado da Saúde de Minas Gerais, os exames para covid-19 serão realizados somente para casos em situação de maior gravidade, nas Unidades de Pronto Atendimento (UPA) e no HPRB, além dos óbitos suspeitos para a doença.

Já para os casos leves, não haverá realização de exames e o caso deve ser acompanhado pela Unidade Básica de Saúde. Os exames também serão efetuados nos profissionais de saúde sintomáticos. Segundo a administração municipal, todas unidades de saúde que fizerem a coleta de exame, devem encaminhá-los para o laboratório do HPRB, que faz o cadastro da amostra e encaminha para a fundação Ezequiel Dias (Funed).

Casos de coronavírus

Minas Gerais, até a tarde desta quinta-feira, 3, apresenta 39.084 casos suspeitos e 370 casos confirmados. Há ainda, 53 óbitos em investigação e quatro óbitos confirmados no estado. A capital mineira é a cidade do estado com mais casos confirmados, 210 até o momento.

Em Betim, a prefeitura informou ontem em um boletim que a cidade segue com 707 casos suspeitos, 70 descartados e cinco casos de contaminação confirmados.

“Os dados são parciais e estão atualizados até 31 de março de 2020, sujeitos à revisão e à alteração. Esclarecemos que pode haver diferença entre os números apresentados pela SES-MG e pela Secretaria Municipal de Saúde do município, devido ao processo de avaliação que é dinâmico e ao horário diário de fechamento dos dados”, explica a prefeitura.

Moradores de rua

A prefeitura está intensificando o Serviço Especializado em Abordagem Social (Seas), ligado à Secretaria Municipal de Assistência Social, para garantir que os betinenses que moram nas ruas retornem às famílias ou sejam encaminhadas para instituições parceiras do município, até o final da pandemia.

“Nossa equipe de abordagem social está fazendo um trabalho de conscientização durante este período, em que é recomendado ficar em casa, para que todas as pessoas em situação de rua sejam realocadas. Desta forma, iremos reduzir as chances de contaminação e proliferação do vírus entre elas”, ressalta a secretária da Assistência Social, Fabiane Patrícia Quintela.

Outra medida estabelecida é o atendimento continuado do Centro Especializado para População em Situação de Rua (Centro POP), que, agora, trabalha em regime de plantão, aos finais de semana e feriados. Segundo Fabiane, “além de reforçamos o atendimento em nossa sede, abrimos um anexo do albergue na Avenida Brasil, 60, Jardim Casa Blanca, que será utilizado como reforço nos atendimentos”.

Durante a pandemia, será mantido a distribuição de marmitex do Restaurante Popular para a população em situação de rua nos dias úteis. Nos finais de semana e no período noturno, as refeições serão produzidas na sede da Apromiv.

Camas

Em Betim, o prefeito Vittorio Medioli parou as oficinas do Grupo Sada para produzir camas, outro produto em falta no mercado hospitalar neste período de pandemia mundial. A empresa está produzindo 120 camas para atender os pacientes em tratamento do covid-19 nos centros de atendimentos instalados.

Governo de Minas Gerais

O Governador Romeu Zema (Novo), visitou obras do novo Centro Materno Infantil, em Betim, no último dia 26, ao lado do secretário de Estado da Saúde, Carlos Eduardo Amaral. Os dois conheceram o modelo de leitos que a prefeitura está montando para atendimento aos pacientes infectados com o novo coronavírus.

“Se o Estado (Minas Gerais) todo tivesse a condição de oferecer o que Betim está oferecendo para a sua população, nós estaríamos com o problema praticamente resolvido. Fico satisfeito de ver que uma obra deste tamanho, com esta quantidade de leitos esteja sendo concluída em momento tão oportuno como este” destacou Zema.