De volta às aulas presenciais

0
217
Foto: Secom/PMB

Escolas das redes municipal e particular estão autorizadas a receber 100% dos alunos na forma presencial

Desde o último dia 25, foi autorizado, pela Prefeitura de Betim, o retorno de 100%
dos alunos do ensino fundamental e da educação infantil em regime presencial.

O decreto nº 42.999, publicado no Órgão Oficial, também autoriza as unidades particulares
da educação infantil, fundamental, médio, técnico e superior a retomar o ensino presencial
com 100% da capacidade.

Segundo a administração pública, os protocolos de biossegurança continuam valendo para todas as unidades escolares, que devem disponibilizar álcool 70% na entrada dos locais e em todos os ambientes internos, bem como o uso obrigatório de máscara por todos

Presença obrigatória

As aulas presenciais em Betim foram facultativas apenas na primeira semana de
retorno. Acontece que a Secretaria de Estado da Saúde (SES-MG) informou recentemente a obrigatoriedade da presença de todos os alunos nas salas de aula a partir do dia 3 de novembro, exceto aqueles que são portadores de algum tipo de comorbidade.

De acordo com a SES-MG, “a decisão foi tomada no dia 22 de outubro pelo Centro de Operações de Emergência de Saúde (COES), da Secretaria de Estado de Saúde de Minas
Gerais, que aprovou a 6ª versão do Protocolo Sanitário de Retorno às Atividades Escolares Presenciais. A medida também acaba com a exigência de distanciamento adicional de 0,90 metro entre os estudantes nos ambientes da escola”.

“Pela nova versão do protocolo, permanecem vigentes as demais recomendações sanitárias, como o uso correto de máscaras cobrindo boca e nariz por todos, lavagem de mãos, etiqueta respiratória e a limpeza e manutenção frequente das instalações, bem como o rastreamento de contato com pessoas infectadas por Covid-19 em combinação com isolamento e quarentena”, elucidam.

Para Julia Figueiredo Goytacaz Sant’Anna, secretária de Estado de Educação, “a melhora constante dos índices epidemiológicos e a ampla vacinação dos profissionais da educação e dos adolescentes nos traz muita tranquilidade de dar este novo passo. Entendemos que a volta de todos os alunos para as escolas é fundamental para o fortalecimento do processo de aprendizagem e do vínculo com a escola, atuando de forma ainda mais efetiva para reduzir as defasagens no ensino e a evasão escolar dos nossos estudantes”.