Dose de reforço começa a ser aplicada em betinenses com mais de 80 anos e em pessoas imunossuprimidas

0
408
31 99981 5757 E quem aproveitou para se imunizar logo no primeiro dia (14/08) foi o prefeito Vittorio Medioli (Sem partido). Apesar de ter 69 anos, ele se encontra nas E quem aproveitou para se imunizar logo no primeiro dia (14/08) foi o prefeito Vittorio Medioli (Sem partido). Apesar de ter 69 anos, ele se encontra nas exigências do segundo grupo, já que é transplantado e imunossuprimido. Foto: Prefeitura de Betim.

Aproximadamente 2.655 cidadãos irão receber a terceira dose em toda cidade

A terceira dose da vacina contra Covid-19 vem sendo aplicada em Betim, desde a última terça-feira 14. Neste primeiro momento, estão sendo contemplados, com o imunizante Pfizer, os idosos acima de 80 anos e as pessoas imunossuprimidas.

E quem aproveitou para se imunizar logo no primeiro dia da dose de reforço foi o prefeito Vittorio Medioli (Sem partido). Apesar de ter 69 anos, ele se encontra nas exigências do segundo grupo, já que é transplantado e imunossuprimido.

Em depoimento a um jornal local, o administrador público destacou que em abril tomou as duas doses da Coronavac, e, por ser transplantado, foi receber a terceira, agora da Pfizer. Dessa maneira, o ciclo de imunização do político está completo.

“As pessoas que são desses grupos não deixem de se vacinar, não percam o dia. Venham, tomem a vacina, pois ela pode fazer a diferença entre a vida e a morte”, disse. Importante ressaltar que a vacina age com total efeito apenas 15 dias depois da aplicação.

Ao longo do mês, a dose de reforço segue disponível para o público nessa faixa etária que tomou a segunda vacina há mais de seis meses. Segundo levantamento da Secretaria Municipal de Saúde, cerca de 2.655 cidadãos devem receber a terceira dose em toda cidade.

Para as pessoas imunossuprimidas, o intervalo para a aplicação da vacina de reforço é de 28 dias após a aplicação da segunda. Aproximadamente 1.085 pessoas desse grupo receberão a terceira dose. Elas, com exceção dos pacientes dialíticos que serão vacinados no serviço de hemodiálise, serão vacinadas no anexo do Cerest, das 8h às 17h.

Conforme o cronograma, as pessoas com mais de 80 anos, que foram vacinadas com a Coronavac, completaram o ciclo de imunização há mais de 6 meses, ou seja, 180 dias. Portanto, já podem ser imunizados com a dose de reforço. Aqueles que receberam a vacina da Astrazeneca, cujo intervalo entre as doses é maior, ainda não completaram os seis meses da segunda dose e devem aguardar o prazo. “Os idosos devem conferir no cartão de vacina a data da segunda dose para saber se já podem receber o reforço”, explica a prefeitura.

Para se vacinar, é necessário apresentar um documento com foto e o cartão de vacina com o registro das duas primeiras doses. A vacina estará disponível para esse público nas 37 UBSs, das 8h às 17h.

Segunda dose

A segunda dose da vacina contra o novo coronavírus segue sendo aplicada, conforme a campanha.

Nesse sentido, os caminhoneiros têm até 24 de setembro para concluir a imunização com a segunda dose, no Betim Shopping. Os profissionais que estiverem com viagem marcada para a data no cartão de vacina podem adiantar o processo para garantir o ciclo de imunização.

Os trabalhadores da saúde, as gestantes, as puérperas e lactantes continuam recebendo a segunda dose no anexo do Cerest.

A população em geral e as pessoas com comorbidades recebem a segunda vacina conforme da data aprazada no cartão, nas 37 UBSs. No ato da imunização, deve ser apresentado um documento com foto e o cartão de vacina com o registro da 1ª dose.