Em Betim, Delegacia de Mulheres apresenta aplicativo para auxiliar vítimas de violência

0
328
Delegada da PCMG Ariadne Elloise. Foto: PCMG.

Programa é lançando no mês em que se completa uma década e meia da Lei Maria da Penha

No mês em que se comemora os 15 anos da Lei Maria da Penha, sancionada em 7 de agosto de 2006, com o objetivo de punir atos de violência contra a mulher, a Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (Deam) em Betim apresentou o projeto Frida, que consiste no atendimento virtual direcionado a mulheres vítimas de violência.

O programa, de iniciativa da Delegacia Regional de Polícia Civil em Manhuaçu (MG), é mais uma opção no enfrentamento à violência contra a mulher. Vale ressaltar que Frida é o nome que recebeu o robô de atendimento, que direciona a vítima de violência doméstica a soluções rápidas e precisas, além de estar em constante aprendizado e sob atualização.

Nesse sentido, através da plataforma é possível esclarecer dúvidas sobre a Lei 11340/06, realizar denúncias e agendar dia e horário para requerimento de medidas protetivas.

“O aplicativo, criado pela escrivã Ana Rosa, é extraordinário e aprimora os serviços desempenhados pela instituição na defesa da mulher que sofre violência doméstica, familiar e afetiva”, pontua a delegada Ariadne Elloise.

Como funciona

Para acessar o Atendimento Virtual em Betim, realizado 24 horas por dia, deve-se registrar nos contatos do celular o número (31) 97557-1555. Depois é ir ao aplicativo de mensagens WhatsApp e a atendente estará pronta, bastando que a usuária do serviço responda aos comandos da atendente virtual.

O celular e o chip destinados ao projeto foram disponibilizados pela Diretoria De Telecomunicações (Ditel) da Polícia Civil. E foi Ana Rosa que auxiliou o investigador João Paulo, da equipe em Betim, na configuração das perguntas e respostas do chatbot, que foram adequadas à realidade da unidade policial da Região Metropolitana de Belo Horizonte