Em média, seis pessoas morreram por dia de Covid-19 em Betim no último mês

0
1175
Dos 130 leitos de UTI que o município tem ativos, 115 estão ocupados (taxa de ocupação 88%). Foto: Edson Dutra.

Na última semana, a prefeitura prorrogou por mais 30 dias medidas contra a proliferação do novo coronavírus

O mês de maio se encerra como o terceiro mais letal em razão da Covid-19, desde o início da pandemia em março do ano passado. Somente no mês passado, 59.010 mortes pelo novo coronavírus foram registradas no Brasil.

Já os meses mais letais foram março e abril, também deste ano, com 66.266 e 82.266 pessoas que perderam a vida para a doença respiratória, respectivamente. Nota-se que em relação a esses dois meses, em maio houve uma queda de 28% em número de mortes.

Quando o recorte desse dado se volta para Betim, os números revelam que essa marca foi de 198 mortes nós últimos 31 dias. Uma média de 6,6 mortes por dia na cidade, que possui cerca de 444 mil habitantes.

Dados da Secretaria de Saúde Municipal indicam que, em 30 de abril, quando o município registrava 24.729 casos confirmados, 929 pessoas haviam perdido a vida para o novo coronavírus. Ontem, 31 de maio, a pasta informou que esse número chegou a marca de 27.159 moradores de Betim que já foram infectadas com Covid-19, fechando maio com 1.127 mortes.

Na cidade, 25.280 pessoas já se recuperaram dos sintomas da doenças e 691 estão em acompanhamento, Dos 130 leitos de UTI que o município tem ativos, 115 estão ocupados (taxa de ocupação 88%). Já os leitos clínicos, segundo a prefeitura, dos 60 ativos, 48 estão sendo utilizados por pacientes (taxa de ocupação 80%). Todos esses dados são referentes até 31 de maio.

Prorrogação de decreto

Como a confirmação do governo do Estado de quem a região a qual Betim pertence seguirá na Onda Vermelha, do Minas Consciente, o prefeito Vittorio Medioli (PSD) assinou o decreto que prorroga medidas restritivas contra o novo coronavírus em Betim por mais 30 dias, na última sexta-feira (28). O documento foi publicado no Órgão Oficial do Município, nesse último sábado (29) e tem validade até com validade até 30 de junho.

De acordo com a norma municipal, as atividades consideradas essenciais, como agências bancárias, casas lotéricas, farmácias, supermercados, sacolões, lojas de conveniência, postos e distribuidoras de combustíveis, lava-jatos, borracharias, laboratórios, clínicas e clínicas veterinárias, clínicas odontológicas e de estética, óticas e hotéis permanecem funcionando sem restrições de horário. Já as atividades estabelecidas como não essenciais devem funcionar entre 9h30 e 17h30.

Restaurantes, lanchonetes, bares e estabelecimentos do setor podem ficar abertos das 10h às 20h, com venda e consumo de bebida alcoólica proibidos, inclusive o consumo em vias públicas. Já as academias de ginástica poderão funcionar de 9h às 21h. Shoppings, galerias e feira shopping têm permissão para abrir das 11h às 20h.

A administração municipal salienta que os estabelecimentos que descumprirem os protocolos serão penalizados com multas, além de suspensão e/ ou cassação do alvará de funcionamento. Pessoas flagradas sem máscara ou descumprindo qualquer norma sanitária também serão penalizadas com multa de R$ 90 por flagrante.

Vacinação

Em Betim, a imunização contra o novo coronavírus avança na medida que a cidade recebe doses da Secretaria de Estado de Saúde Minas (SES-MG). Após a chegada da última remessa de 8.190 unidades da vacina AstraZeneca ao município, na semana passada, a cidade já está vacinando pessoas com comorbidades, com idade entre 19 e 39 anos. Vale lembrar que esse público deve se cadastrar antecipadamente no site da prefeitura: www.betim.mg.gov.br. (Clique aqui) 

Segundo a administração municipal, a aplicação está sendo realizada nas 36 Unidades de Saúde Básica (UBSs) de Betim, em quatro dias, conforme calendário, para se evitar aglomeração. Sendo assim, nos dias 31 de maio e 1º de junho, era/é a vez das pessoas de 30 a 39 anos, com comorbidades, comparecerem nos UBS para serem imunizados. Em 2 e 4 de junho, das 8h às 17h, é para quem tem entre 18 e 29 anos, com comorbidades.

O secretário municipal de Saúde, Augusto Viana, ressalta a importância de a população contemplada nesta fase comparecer à UBS de referência e não deixar para a última hora. Além disso, também esclarece que as pessoas 43 a 59 anos, que se inscreveram no período de 20 a 24 de maio, serão vacinadas a partir do recebimento de novos lotes de imunizantes.