Em São Joaquim de Bicas agentes da saúde recebem treinamento a respeito da tuberculose

0
1059
Atualmente, essa é a doença infecciosa mais mortal no mundo. No Brasil, sete pessoas morrem a cada hora. Foto: Prefeitura de São Joaquim de Bicas.

Atualmente, essa é a doença infecciosa mais mortal no mundo. No Brasil, sete pessoas morrem a cada hora

A Prefeitura de São Joaquim de Bicas efetuou, no mês de fevereiro, a capacitação sobre tuberculose direcionada aos profissionais da área da saúde. O procedimento ocorreu no Teatro Municipal José Jacinto de Freitas. O objetivo da ação foi instruir os participantes para atender melhor a população da cidade.

A coordenadora do ambulatório de Tuberculose da UFMG, referência no assunto, doutora Silvana Spindola, foi responsável por ministrar a palestra: “Tuberculose: Manejo clínico do adulto”, esclarecendo a respeito dos critérios de busca ativa dos usuários, ações nos casos suspeitos, importância do diagnóstico, história clínica, entre outros temas.

A Doença

A tuberculose, atualmente, é a doença infecciosa mais mortal no mundo. Segundo os dados da Organização Médicos Sem Fronteiras, a cada ano, cerca de 1,7 milhão de pessoas morrem, outros 9,6 milhões sofrem com a enfermidade no planeta Terra. Aqui, no Brasil, 70 mil cidadãos são diagnosticados por ano com a condição, sete morrem a cada hora.

Os principais sintomas dessa doença são: tosse por mais de duas semanas, produção de secreção, febre, sudorese, cansaço, dor no peito, falta de apetite, emagrecimento e escarro com sangue em casos mais graves. Pessoas com esses sintomas, associados ou isoladamente, precisam procurar uma unidade básica de saúde (UBS) mais próximo, o tratamento é gratuito.