Igarapé cobra do governo de MG mais atenção para ampliar vacinação

0
758
Arnaldo (segundo à dir.), acompanhado do secretário municipal de Saúde, Leonardo Barberá, e do assessor do deputado federal Paulo Abi-Ackel, Felipe Carvalho, destacou que as doses enviadas à cidade têm sido insuficientes para garantir um processo mais amplo e rápido de imunização da população. Além do gestor executivo. Foto: PMI/ Divulgação.

Prefeito destaca que doses enviadas à cidade têm sido insuficientes para garantir um processo maior de imunização

Diante do número baixo de vacinas contra Covid-19 que Igarapé tem recebido, como já vem sendo questionado pela prefeitura nos últimos meses, o prefeito Arnaldo Chaves (PP) participou de um encontro na Secretaria de Estado da Saúde de Minas Gerais (SES-MG) para buscar informações a respeito dos critérios de distribuição pelo Estado de MG das vacinas contra o novo coronavírus para os municípios e reivindicar maior atenção para Igarapé.

Arnaldo, acompanhado do secretário municipal de Saúde, Leonardo Barberá, e do assessor do deputado federal Paulo Abi-Ackel, Felipe Carvalho, destacou que as doses enviadas à cidade têm sido insuficientes para garantir um processo mais amplo e rápido de imunização da população.

Além do gestor executivo, também participaram da reunião, representando a SES, Marcela de Brito Abath, da Diretoria de Vigilância e Agravos Transmissíveis; Josiane Gusmão, coordenadora de Imunização; Ibiraty Martins, assessor parlamentar da SES- -MG, que, de acordo com a prefeitura, ouviram atentos o relato da administração municipal e se prontificaram a reavaliar a situação do Igarapé.

No último dia 29 de julho, a cidade, assim como demais da região metropolitana de Belo Horizonte, recebeu mais uma demanda de vacinas, que, até o fechamento desta edição (30/07), ainda não havia sido revelada a quantidade precisa.

No site da Prefeitura de Igarapé está disponível o pré-cadastro para pessoas de 25 a 34 anos e funcionários da indústria que trabalham na cidade. Esse processo é importante pois facilita o agendamento para o cidadão receber a vacina assim que o imunizante chegar ao município.