Igarapé conquista mais de R$ 1,4 milhão para gestão de resíduos sólidos

0
1625
Prefeito Nem em Brasília durante cerimônia que oficializou o resultado do processo. Foto: Prefeitura de Igarapé.

O município recebeu a quantia após participar do Edital aberto pelo Ministério do Meio Ambiente

A cidade de Igarapé, mais uma vez, se destaca na área ambiental. O município foi contemplado com mais de R$ 1,4 milhão para investir na gestão de resíduos sólidos. Isso ocorreu graças a participação no Edital 2019 – Gestão de Resíduos Sólidos Urbanos, aberto pelo Ministério do Meio Ambiente. No Brasil, 1.135 projetos foram inscritos. Somente 21 foram aprovados. Igarapé chegou a nona colocação.

O resultado foi divulgado durante uma cerimônia realizada no Palácio do Planalto, em Brasília, no dia 12 de fevereiro deste ano. O evento contou com a presença do Presidente da República e de representantes das cidades contempladas, incluindo o prefeito de Igarapé, Carlos Alberto da Silva.

O secretário municipal de Meio Ambiente, Isaías Abreu, comemorou o feito. “Essa conquista irá reforçar as ações do Recicla mais Igarapé”. Isaías ainda afirmou que no último dia 19 de fevereiro, retornou a Brasília, onde iriam receber capacitação técnica e financeira para execução do projeto.

O funcionário da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Sema) elucida que com a conquista deste novo empreendimento, a cidade se consolida diante do compromisso socioambiental. “Durante execução do projeto, todas as etapas serão acompanhadas por analista ambiental e financeiro do Ministério do Meio Ambiente, o que garante maior transparência e eficácia das ações propostas”.

Destino do Recurso

Os valores agregados irão ser utilizados para aquisição de equipamentos, cujo o processo licitatório já se encontra em curso. No pacote está incluso a compra de mil composteira domésticas, equipamentos de Proteção Individual (EPIs) para associação de catadores, caminhão de coleta seletiva, caminhonete furgão, instalações de ecopontos em locais estratégicos de Igarapé, além de implantação de sistema de coleta seletiva – recicláveis, orgânicos e rejeitos – em todas as escolas da cidade e palestras orientativas.

A iniciativa “Melhora da Gestão de Resíduos Sólidos”, além de potencializar as ações do projeto “Recicla mais Igarapé”, que propõe a expansão da coleta seletiva para toda a cidade, prevê ainda a coleta em três frações. Atualmente, a coleta é realizada em duas frações: recicláveis secos e rejeitos. A proposta é ampliar a separação para mais uma fração – os orgânicos – por meio da compostagem.

O produto gerado a partir desse processo de degradação recebe o nome de composto orgânico: material estável, rico em substâncias húmicas e nutrientes minerais, que pode ser utilizado em hortas, jardins e para fins agrícolas (comercialização), como adubo orgânico – devolvendo à terra os nutrientes de que necessita e evitando o uso de fertilizantes sintéticos.

O Recicla Mais prevê ainda formação de equipe de mobilização e educação ambiental, criação de um pátio de compostagem, implantação da compostagem domiciliar, com distribuição de composteiras e treinamento. “Isso significa redução de gastos com a destinação final dos resíduos, além de melhora na qualidade ambiental”, lembra Isaías Abreu.