Igarapé recebe 2.700 vacinas contra Covid-19 doadas por municípios

0
1261
Frascos da vacina CoronaVac, fabricada on labóratório Butantan, em São Paulo. Foto: Geovana Alburquerque/ Agência Saúde.

No início do mês, São Joaquim de Bicas enviou 700 doses para a cidade vizinha; agora Betim pretende disponibilizar mais 2 mil

A Prefeitura de Igarapé vai receber duas mil doses da vacina Coronavac, remanejadas pelo município de Betim. A previsão é que as doses sejam distribuídas em dois lotes de 1000 doses, enviados a Igarapé até sexta-feira (17).

De acordo com o secretário Municipal de Saúde de Betim, Augusto Viana, isso não significa que o município está se desfazendo de imunizantes ou que a vacinação nos moradores da cidade não será ampliada.

“O imunizante CoronaVac não pode ser usado nem como reforço, nem no público adolescente. O pensamento é coletivo. Essa ação é importante para que possamos garantir também a imunização do colar metropolitano. Betim já avançou nesta etapa e está com todo público adulto contemplado. Temos uma população flutuante em comum, com isso, estamos garantindo também a segurança dos moradores de Betim,” esclarece.

No início de setembro, Igarapé também recebeu 700 doses remanejadas pela Prefeitura de São Joaquim de Bicas, que já estão sendo aplicadas desde o início desta semana.

A transferência do imunizante foi orientada e autorizada pela Secretaria de Estado da Saúde, em conformidade com a Deliberação Sus-MG n° 3.508/2021.

Durante reunião dos prefeitos da região metropolitana de Belo Horizonte, na última segunda-feira (13/09), na Cidade Administrativa, em Belo Horizonte, o secretário de Estado da Saúde, Fábio Baccheretti, solicitou aos municípios, que já completaram a vacinação de adultos (18 anos ou mais) com aplicação da primeira dose contra a Covid-19, que repassem o excedente para outras cidades que ainda estão com a vacinação deste público em andamento.

O objetivo é garantir a cobertura vacinal da primeira dose em todo o Estado. Importante enfatizar que a vacina Coronavac não pode ser usada como reforço ou no público adolescente.

A distribuição das vacinas e a definição das quantidades enviadas aos municípios são de responsabilidade do Estado. Segundo a administração municipal, desde o início da vacinação, a Prefeitura de Igarapé reclama o envio de número maior de doses para completar a imunização da população.