Serviços de oncologia passam a ser oferecidos pelo Hospital Evangélico

0
1083
No último dia 1º de abril, a instituição filantrópica assumiu os serviços de oncologia da rede pública de saúde de Betim. Foto: Prefeitura de Betim.

Atividade exercida pelo centro de saúde inclui atendimentos de acolhimento, prevenção, diagnóstico, tratamento clínico, quimioterapia, entre outros

Em Betim, a administração da cidade, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, estabeleceu mais uma parceria com a Associação Evangélica Beneficente de Minas Gerais, também conhecida como Hospital Evangélico. Na última quarta-feira, 1º, de abril, a instituição assumiu serviços de oncologia da rede pública de saúde do município.

A atividade exercida pelo centro de saúde inclui atendimentos de acolhimento, prevenção, diagnóstico, tratamento clínico, quimioterapia e radioterapia, tratamento cirúrgico, reabilitação, cuidados paliativos e acompanhamentos oncológicos nos níveis ambulatorial e hospitalar.

“Os atendimentos ambulatoriais, como a quimioterapia e as consultas, estão sendo realizados no antigo Betim Shopping, devido ao fácil acesso ao local. Os atendimentos cirúrgicos são feitos no Hospital Público Regional de Betim (HPRB), e a radioterapia ainda é mantida no prédio da Cetus Oncologia”, esclarece a prefeitura.

De acordo com a diretora de Regulação, Controle e Avaliação de Betim, Fernanda Oliveira, o município possui, atualmente, 500 pacientes em tratamento e 1.500 em acompanhamento na rede pública. “Ressaltamos que nenhum paciente terá seu tratamento suspenso, uma vez que a própria Secretaria de Saúde está entrando em contato por telefone e agendando a avaliação médica no serviço oncológico do Hospital Evangélico. Por isso é imprescindível que o contato dos pacientes esteja sempre atualizado nas Unidades Básicas de Saúde”, explica.

O secretário municipal de Saúde, Guilherme Carvalho, reforçou que o processo de transição está sendo realizado sem causar o menor tipo de dano ao tratamento dos pacientes. “O antigo prestador comunicou sobre o seu interesse em descontinuar o serviço por razões comerciais. Com isso, selecionamos outra instituição que também é referência na área e garantimos a continuidade dos tratamentos, além da absorção dos futuros pacientes, com o mesmo empenho, acolhimento e serviços de excelência”, afirma.