Em apenas 15 dias, Brumadinho registra 14 casos de Covid-19 confirmados

0
2063
Dos 14 casos confirmados para Covid-19, seis pessoas já estão recuperadas da doença. Foto: Divulgação/ Pixabay.

Em média, a cidade tem um caso da doença confirmado a cada dia

No dia 1º de maio, quase dois meses de pandemia no novo coronavírus no Brasil, a Prefeitura de Brumadinho anunciou os três primeiros casos confirmados de Covid-19. Apenas duas semanas depois, em um boletim divulgado na última sexta-feira, (15), a cidade registra 14 casos da doença confirmados, média de quase um caso confirmado por dia.

De acordo com os dados da Secretaria Municipal de Saúde, fornecidos nesse domingo, (17), foram notificados 289 casos suspeitos no município. Destes, 72 foram descartados por exame e 139 receberam altas domiciliares. Estão em isolamento domiciliar 53 casos suspeitos, há cinco pacientes em internação hospitalar e dos 14 casos confirmados para Covid-19, seis já estão recuperados da doença.

A Secretaria destaca que apura com responsabilidade os dados do Covid-19, e que só pode divulgar os números quando eles são oficialmente notificados pelo órgão oficial de Minas Gerais. “As informações oficiais precisam de serem checadas, pois há responsabilidade de informar com a verdade, e por isso os dados podem demorar para serem compilados e divulgados”, destaca o órgão.

A epidemiologista da Vigilância em Saúde do município, Reginara Alves, trata diariamente dos dados para o boletim. “As definições de casos suspeitos, casos confirmados, descartados por testes e recuperados usados nos boletins estão alinhadas aos critérios estabelecidos pelo Ministério da Saúde e pela Organização Mundial da Saúde”, explica.

Reforço

O hospital de campanha de Brumadinho recebeu a doação de 180 máscaras profissionais do tipo face shield – anti respingos. O material de segurança foi cedido pelo Instituto Federal Minas Gerais (IFMG) – Campus Ibirité, em parceria com a Fundação Helena Antipoff (FHA), com a colaboração de empresas particulares e doação de pessoas físicas.

“A ação é muito positiva em sinal de apoio ao trabalho dos profissionais de saúde do local, que se expõem ao risco de contágio diariamente”, disse a secretária Municipal de Saúde, Lílian Ferreira.