Igarapé: reabertura do comércio e fiscalização intensificada ocorre na cidade

0
1207
Decreto traz detalhes sobre as medidas que os locais que podem abrir devem que adotar. Foto: Prefeitura de Igarapé.

Locais que estão permitidos a voltarem a funcionar devem atender exigências da prefeitura

Com três casos de Covid-19 confirmados na cidade, segundo a Secretaria Municipal de Saúde, e após um mês de quarentena por conta do coronavírus, Igarapé permitiu a retomada gradativa de algumas atividades econômicas, como descrito no Decreto de número 2.344 publicado no último dia 24 de abril.

O texto altera anteriores recomendações sobre estabelecimentos que devem permanecer fechados e aqueles que podem funcionar. Posteriormente, no dia 27 de abril, a prefeitura reforçou a fiscalização a fim de verificar se os comerciantes estão seguindo as normas.

Apesar da flexibilização, o decreto traz detalhes sobre as medidas que os locais que podem abrir têm que adotar. As exigências que esses comércios devem seguir são: disponibilização de álcool em gel e o uso obrigatório de máscara por todos os funcionários e clientes, lembrando que de acordo com o Decreto 2.340 essa medida já é obrigatória para todos as pessoas que estiverem transitando pelo município.

Contudo, há especificidades para alguns locais. Templos religiosos, por exemplo, só poderão realizar cultos com 30% da capacidade, além de não permitir a participação de fiéis que se encontram no grupo de risco. Já os restaurantes estão impedidos de oferecer self service, podendo apenas comercializar pratos feitos entre 11h e 15h.

Após esse horário, os restaurantes poderão funcionar só com serviço de entrega a domicílio. E as lanchonetes devem realizar o atendimento e entrega dos produtos no balcão. Lojas, depósito de material de construção, salões de beleza e oficinas mecânicas também receberam determinações distintas. Para conferir os detalhes, acesse o site da prefeitura: www.igarape.mg.gov.br.

Suspenso

Continua suspenso os serviços não essenciais, como casas de shows, academia, quadras poliesportivas, entre outros. Também continuam proibidas as visitas aos abrigos de menores de idade, albergues e asilos.

Essências

Serviços considerados essenciais, como supermercados, sacolões, padarias, farmácias, laboratórios, distribuidoras de gás, postos de combustível, lojas de aspecto veterinário e clínicas hospitalares, podem continuar funcionando em horários habituais sempre adotando as medidas necessárias.

Fiscalização

Para intensificar o trabalho realizado pela segurança pública e vigilância sanitária do município, servidores lotados na Secretaria Municipal de Esporte, Lazer, Cultura e Turismo somaram forças à equipe que tem realizado as intervenções nos estabelecimentos comerciais de Igarapé. Caso o comércio não siga o decreto, ele será notificado e terá 24 horas para regularizar a situação. Do contrário, o alvará de funcionamento pode ser suspenso.

Idosos

No decreto de número 2.340 também entra em vigência a suspensão da gratuidade para usuários com mais de 65 anos de idade do transporte público municipal nos horários de pico.

Rotativo

O Decreto Nº 2.344 determina o retorno do sistema de estacionamento rotativo pago em vias e logradouros públicos do Município de Igarapé, denominado “Área Azul”, regulamentado pelo em 2019.
Boletim Epidemiológico

Até a publicação desta matéria, em Igarapé há 171 casos suspeitos aguardando o resultado de testes e em isolamento, 72 suspeitas descartadas por meio de exames e três casos confirmados.