Militares são torturados e baleados em Igarapé

0
1714
“A construção dessa derivação do gasoduto vai colocar a nossa cidade em um novo patamar de progresso e poderá atrair com segurança novos investimentos industriais", destacou o prefeito Arnaldo Chaves. Foto: Divulgação.

Eles estavam em um condomínio residencial no bairro Ouro Verde, onde moram

Na madrugada desta segunda-feira (6), um coronel da reserva da Polícia Militar, de 50 anos, e a mulher dele, uma cabo da ativa, 34, foram encontrados com sinais de tortura, agressão e tiros de arma de fogo. Eles estavam em um condomínio residencial no bairro Ouro Verde, em Igarapé, onde moram.

“A princípio, a PM foi acionada por um vizinho que suspeitava estar ocorrendo um roubo no local. Mas ao chegar na residência, os militares visualizaram o oficial da reserva sentado e sangrando. Logo observaram que ele tinha algumas perfurações na cabeça. Em ato contínuo, os policiais seguiram com a buscas no interior do imóvel e se deparam com a segunda vítima ( a cabo), caída no banheiro. Ela, aparentemente inconsciente, apresentava ferimentos de arma de fogo na cabeça, tórax e costas. Além de um visível fratura na perna esquerda”, explicou o sargento Santana.

Apesar de estar visivelmente bastante debilitado, o coronel, ainda consciente, esclareceu que eram um total de três homens. Todos de estatura média e usando bonés. Os dois militares que sofreram os atos de violência não estavam com suas armas particulares dentro do imóvel.

O helicóptero Pégasus, da Polícia Militar, foi acionado para socorrer as vítimas que foram transportadas para o Hospital João XXIII, em Belo Horizonte. A Polícia Civil esteve no local para perícia e encontrou durante as buscas projéteis de balas de armas como 380 e 9mm. Amostras de sangue e digitais foram coletadas no local. Também foi constatado que os celulares das vítimas foram subtraídos.

Por meio de uma informação fornecida pelo setor de inteligência da corporação, por volta das 22h, indivíduos teriam comprado um galão de gasolina no posto Córrego do Rebite, em Igarapé. Viaturas da corporação continuaram o rastreamento na tentativa de encontrar os suspeitos.

Ao percorrerem a região próxima ao condomínio, foi encontrado um veículo em chamas pertencente ao casal de militares. Uma força tarefa foi montada para prender os criminosos e assim descobrir qual seria a motivação do crime.

Estado de Saúde

Segundo informações da Polícia Militar, os dois policiais passaram por cirurgia e estão internados na Centro de Terapia Intensiva (CTI). O coronel segue em estado grave sendo observado. E a cabo, atingida com dois tiros na face, está em estado gravíssimo, correndo risco de morte. Porém, segue em observação após passar por cirurgia.