Passaporte da Vacina tem retorno positivo em Betim

0
210
Hope Pub. Foto: Tiago Rodrigues.

Ao aderir o projeto, o proprietário pode permitir maior número de pessoas dentro do estabelecimento

O programa Ambiente Seguro, que institui de forma facultativa o Passaporte da Vacina a estabelecimentos como bares, restaurantes, shoppings e cinemas, em Betim, teve, pouco tempo depois de anunciado, adesão por parte grande de empresários da cidade.

Como destacamos na edição anterior, os proprietários que tivessem interesse, após o cadastro, poderiam exigir o comprovante da vacina aos clientes a partir de 20 de setembro. Mas logo que o anúncio foi oficializado pela prefeitura, dez comerciantes fizeram contato com a Procuradoria-Geral do Município (Progem), com objetivo de antecipar a novidade para o fim de semana dos dias 17 e 18.

Diante da demanda, a Progem adiantou a análise dos cadastros recebidos para, em seguida, firmar o Termo de Ajustamento Municipal (TAM) com os interessados.

É necessário esclarecer que esse projeto permite que esses locais recebam o número máximo de pessoas que os espaços comportam, ou seja, que ganhem mais flexibilidade nos protocolos sanitários, desde que todos os clientes comprovem que estão imunizados com pelo menos uma dose contra a Covid-19.

Um desses estabelecimentos foi o Hope Pub, no Centro, conhecido por promover eventos com música ao vivo e com alimentação no ambiente. Em contato com Thiago Rodrigues, um dos proprietários da casa noturna, ele esclareceu que, junto ao sócio, optaram pelo programa Ambiente Seguro com o objetivo de poder ter mais pessoas dentro do pub.

“O que levou a gente a escolher esse processo é que, em contrapartida, podemos trabalhar com quase o público máximo da casa. Claro, ainda seguindo protocolos sanitários, como disponibilidade de álcool em gel, medição de temperatura na entrada, entre outros”, disse Thiago.

Com a iniciativa funcionando há mais de dois fins de semana no local, ele esclarece que adotar esse procedimento foi a escolha certa. “Foi muito positivo para Hope esse processo. Agora, os clientes que eu mandava embora antes, pois só podíamos trabalhar com 80 pessoas, graças a Deus estamos conseguindo colocar para dentro. Tudo devido a este decreto novo”, enfatizou o empresário.

Como funciona

O Passaporte da Vacina é uma medida opcional, que tem como objetivo oferecer segurança para frequentadores e funcionários dos estabelecimentos.

O comprovante pode ser o cartão de vacina impresso, com o registro da primeira ou das duas doses do imunizante, ou aplicativo do Conecte-SUS.

Com isso, o espaço permite somente a entrada de pessoas que já foram vacinadas. Em troca, tem permissão para receber um número maior de clientes.

Quem desejar aderir ao Ambiente Seguro deve se cadastrar em um dos seguintes emails: cadastropassaportevacina@gmail.com ou cadastroambientelimpo@gmail.com. Após o cadastro, o comerciante firmará um TAM que regulamentará o número máximo de frequentadores.

Vale ressaltar que medidas como uso obrigatório de máscara e fornecimento de álcool para higiene adequada das mãos continuam vigentes mesmo para os locais que adotarem o passaporte.