Perda de vacinas é investigada pelo Ministério Público e Prefeitura de Igarapé

0
1157
A prefeitura solicitou ao Governo de Minas a análise do estoque de vacinas possivelmente comprometido com alteração da temperatura do refrigerador. Foto: PMI/ Divulgação.

“Administração municipal é a principal interessada em elucidar os fatos e vai colaborar com tudo que for necessário para as investigações do MP”, destaca o procurador da cidade

A Prefeitura de Igarapé foi notificada pelo Ministério Público, nessa terça-feira (16), sobre a abertura de inquérito para averiguação das causas que levaram à pane o refrigerador da Secretaria Municipal de Saúde, no qual estavam acondicionadas 229 doses da vacina Coronavac, contra a Covid-19, no último fim de semana.

De acordo com o procurador do município, Pedro Américo, a administração municipal é a principal interessada em elucidar os fatos e vai colaborar com tudo que for necessário para as investigações do Ministério Público. “Vamos atender todas as solicitações do Ministério Público, dentro dos prazos que forem estipulados”, garantiu.

Por determinação do prefeito Arnaldo Chaves (PP) foi aberta também, ontem, uma sindicância interna pela Controladoria do Município para apurar o ocorrido.

A prefeitura também acionou, na manhã de segunda-feira (15), tão logo foi constatada a pane num dos três refrigeradores localizados na câmara fria da Secretaria Municipal de Saúde, a Polícia Militar para registrar o boletim de ocorrência e solicitou ajuda à Polícia Civil para investigar o caso.

Doses

O executivo municipal solicitou ao Governo de Minas a análise do estoque de vacinas possivelmente comprometido com alteração da temperatura do refrigerador. E também a reposição das doses para dar continuidade à campanha de vacinação contra a covid-19, que está suspensa no município. Arnaldo Chaves aguarda resposta do Governo do Estado.

 

Com informações, Prefeitura de Igarapé.