Ramacrisna e Cufa fornecem internet para mães chefes de famílias

0
726
Chips serão direcionados às mães chefes de família cadastradas no Instituto Ramacrisna: Foto: Divulgação/ Instituto Ramacrisna.

Instituto localizado em Betim também foi premiado na 4ª edição do Prêmio Melhores ONGs 2020

Aproximadamente 600 famílias em situação de vulnerabilidade social irão receber chips com acesso à internet em Betim e região. Os dispositivos eletrônicos serão direcionados às mães chefes de famílias cadastradas no Instituto Ramacrisna, por meio de parceria com a Central Única de Favela (Cufa). Segundo informações, os chips são da empresa Alô Social, com apoio da Tim.

De acordo com o Ramacrisna, essa iniciativa faz parte do programa “Mães da Favela On”, que tem como objetivo conectar 2 milhões de pessoas até julho de 2021. Além disso, para que essa atitude seja contemplada como uma ferramenta de retomada econômica e educacional, o acesso aos conteúdos de educação e empreendedorismo são estimulados na plataforma. O responsável pela curadoria do projeto é a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), apoiador do “Mães da Favela” desde sua gênese.

O instituto destaca que com a parceria será disponibilizado acesso à internet móvel e ligações para mães atendidas pelo Ramacrisna. Empresas como PicPay, TikTok, O Boticário, Casas Bahia e dos institutos Humanize, além de outras, aderiram apoio ao projeto.

A vice-presidente do Ramacrisna, Solange Bottaro, explica que o programa tem proporcionado uma grande diferença positiva na vida de muitas pessoas. “Eles escolheram o Instituto pela presença intensa e próxima que temos com as comunidades que enfrentam insegurança social. Abraçar estes projetos nos impulsiona a permitir mais oportunidades às famílias que acompanhamos. Com o acesso à internet por meio destes chips, as crianças e jovens retornarão aos estudos remotamente e muitas mulheres poderão gerar renda para as famílias”, esclarece Solange.

Para a diretora da Unesco no Brasil, Marlova Jovchelovitch Noleto, o apoio institucional ao Mães de Favela, junta a contribuição da Cufa, demonstra como uma organização transparente levam a um bom resultado. “É um privilégio para a Unesco apoiar o trabalho da Cufa e do projeto Mães da Favela, pois são mobilizações sociais como essas que levam ajuda rápida e efetiva a quem realmente mais necessita, neste momento em que precisamos agir com celeridade para alcançar tantas famílias em situação de vulnerabilidade”, enfatiza Marlova.

Projeto

Lançado em abril – no início da pandemia – o Mães da Favela, parte do projeto “Cufa Contra o Vírus”, tem como objetivo amenizar os impactos do isolamento social para milhões de mães solo moradoras de favela do Brasil.

Melhores Ongs

O Instituto Ramacrisna foi premiado na 4ª edição do Prêmio Melhores ONGs 2020. A gratificação é uma parceria do Instituto Doar, da agência de projetos socioambientais O Mundo Que Queremos e da Ambev, com apoio técnico da Fundação Getúlio Vargas (FGV). Nesta edição, 670 organizações se inscreveram no prêmio, que contemplou 100 ONGs como vencedoras. De acordo com informações, desde o início da solenidade, em 2017, o Instituto Ramacrisna, localizado em Betim, se encontra na centena de melhores ONGs, o que reflete na conquista da 4º premiação consecutiva. Em toda Minas Gerais, apenas dez ONGs foram contempladas. Seis da região metropolitana de BH e quatro do interior, em Betim o Ramacrisna é a única premiada.

“Em um universo de cerca de 300.000 organizações, é motivo (o prêmio) de orgulho e reconhecimento por um trabalho de seis décadas, realizado por uma equipe competente e comprometida e que tem obtido resultados de grande impacto social. Nesses 61 anos de existência, o instituto beneficiou cerca de 1.866.760 pessoas que enfrentavam insegurança, incerteza pessoal e social, transformando suas vidas, tornando-as cidadãos protagonistas da própria história”, declara a vice-presidente do Instituto Ramacrisna, Solange Bottaro.

Novidade

Neste ano, foi disponibilizada uma plataforma no site: doar.pro/melhores, para ajudar as ONGs vencedoras a captar doações. “A equipe do Melhores ONGs desenvolveu uma plataforma, que já está disponível, na qual qualquer pessoa pode entrar e doar diretamente para qualquer uma das 100 ONGs vencedoras.

É um presente do Melhores ONGs para o Dia de Doar, uma campanha mundial para estimular as contribuições financeiras para as organizações”, informou o Instituto, em nota.

Cerimônia

A entrega dos prêmios ocorre hoje (10), às 19h, com transmissão pelo Youtube e no site do canal Futura. Além das 100 melhores, o público conhecerá também os destaques nas categorias especiais, além da melhor ONG entre todas. Pela primeira vez, as organizações de menor porte também terão, oficialmente, um destaque especial.