São Joaquim de Bicas protocola projetos nos quais a Vale irá investir R$ 153 milhões

0
1030
Visão da ponte sobre o Rio Paraopeba, entre a ferrovia RFFSA e a rodovia 0-40, em São Joaquim de Bicas, ponto afetado com rejeitos da barragem da Vale. Foto: Tiago Rodrigues.

Valor será destinado para obras de pavimentação asfáltica, drenagem, sinalização, construção e ampliação de UBSs e centros de ensino

Como consequência da tragédia ambiental provocada pela Vale em Brumadinho, em janeiro de 2019, o município de São Joaquim de Bicas foi duramente afetado pelo rompimento da barragem da mineradora. Com vistas à reparação e retratação social, ambiental e econômica, a empresa foi condicionada a investir nas cidades impactadas.

Essa resolução partiu do acordo milionário entre o governo de Minas Gerais e a Vale, em 4 de fevereiro, quando ficou decidido que a mineradora deveria pagar R$ 37,68 bilhões ao Estado de MG, sendo que R$ 4 bilhões desse recurso será para Brumadinho (R$ 1,5 bilhão) e para os 25 municípios afetados com o despejo de rejeitos de minério de ferro no Rio Paraopeba.

Os municípios tinham até 5 de maio para apresentar os projetos à Vale, onde serão investidos os valores destinados a cada município. No dia 4, a administração municipal de São Joaquim de Bicas protocolou os projetos junto ao Comitê Gestor Pró Brumadinho, órgão responsável por avaliar e gerir as propostas. Segundo a prefeitura, o valor destinado ao município será de R$ 153.459.872,43.

O montante, segundo a gestão municipal, será destinado a obras de infraestrutura, pavimentação asfáltica, drenagem, sinalização horizontal e vertical, construção, ampliação e reforma de unidades de saúde e centros de ensino municipais em todo município.

(O detalhamento dos projetos pode ser conferido ao clicar neste nesta frase).

As expectativas é que os projetos sejam avaliados e aprovados ainda este ano. Após a validação, a mineradora também será a responsável por executar todas as demandas descritas no planejamento. Ou seja, a prefeitura não irá contratar nenhuma empresa para realizar as obras, é a Vale que ficará encarregada disso. A previsão é que as obras saiam do papel e comecem a ser executadas no próximo ano (2022).

“A Prefeitura, juntamente com sua equipe, continua empregando esforços para melhorar a qualidade de vida da população e aplicar, de forma responsável, coerente e adequada, todos os recursos financeiros que são destinados para o município”, informou a Secretaria de Comunicação de São Joaquim de Bicas.