Uso de máscaras em locais abertos pode estar com os dias contados

0
185
Foto: Marco Evangelista/Imprensa MG

“Questão de semanas”, diz governador do Estado

Em entrevista à CNN Brasil no dia 25 de outubro, o governador Romeu Zema (Novo) disse que o uso da máscara de proteção contra o coronavírus está prestes a sofrer uma flexibilização. Segundo Zema, é provável que daqui algumas semanas não seja mais obrigatório usar a máscara em locais abertos.

“Acredito que é questão de semanas para que o uso de máscaras em ambientes abertos, ao ar livre, venha a ser desobrigado. Mas dentro do transporte coletivo, em ambientes com aglomeração, como festas e estádios, é provável que o uso de máscara continue por um bom tempo”, disse.

Zema reafirmou ao canal de notícias que “nossos números de casos, internações e óbitos têm caído há mais de 120 dias. Isso demonstra que o processo de imunização
tem funcionado”, por isso, de acordo com o governador, um possível uso facultativo
do equipamento de proteção pode ocorrer ainda este ano em Minas Gerais.

A luta continua

No boletim epidemiológico, publicado pela Secretaria de Estado de Saúde (SES) no dia 27 de outubro, registrou 99 óbitos em 24 horas e, aproximadamente, 1.500 novos casos confirmados em todo o Estado. Mesmo com o índice de mortes e casos notificados no Estado estarem diminuindo, a recomendação da SES é que os cuidados, como uso de máscara em locais públicos, distanciamento social e uso de álcool gel 70%, continuem.

Conclusão

De acordo com a SES, até o dia 27 de outubro, 87,62% do público-alvo (pessoas com
12 anos ou mais de idade) já foram imunizados com a primeira dose (D1) e 62,26% já completaram o esquema com as duas doses ou dose única”. A SES explica que “o Estado disponibiliza aos 853 municípios um sistema de registro dos dados referentes à vacinação nos territórios”.

Janaína Fonseca, coordenadora do Grupo de Análise e Monitoramento da Vacinação da Secretaria de Estado de Saúde, diz que “muitas vezes os municípios finalizam as estratégias de vacinação em pessoas acima de 18 anos, mas possuem registros ainda não lançados no sistema oficial.

A vacinação e o lançamento das doses aplicadas não são simultâneos, mas a agilidade desta notificação oficial é extremamente importante para estabelecer estratégias para a
campanha”.

“Atualmente, os municípios que finalizam a vacinação de D1 dos adultos acima de 18
anos devem comunicar, à SES- -MG, via ofício, sobre a conclusão desta etapa. A confirmação permite a certeza de que não será necessário o envio de novas doses para essa população.

É uma maneira segura e formal de conhecer o cenário de conclusão da vacinação em cada
município”, perfaz. Até o dia 15 de outubro, 679 municípios haviam oficializado, junto à SES, a conclusão da vacinação no público com 18 anos ou mais. Ao todo, conforme dados do Vacinômetro, até o último dia 28, foram aplicadas 15.864.662 primeiras doses, 10.783.146 segundas doses, 491.158 doses únicas e 782.895 doses de reforço.