Venda de sacola ecológica terá verba revertida para construção do hospital da Orcca

0
1354
Cerimônia de lançamento da sacola solidária. Na foto: presidente da Orcca, Anderson Borges; sócio-diretor da rede Superluna, Navarro Cândido; oncologista clínico e integrante do Conselho Administrativo da Orcca, Charles Pádua; presidente da CDL Betim, José Barboza; artista plástico Jackson Abacatu. Foto: FVP.

Produto pode ser encontrado nos supermercados Superluna em Betim. Empresa fechou parceria com a Organização que dá apoio a pessoas com câncer

A venda de uma sacola ecológica irá arrecadar fundos para a construção da primeira etapa do hospital da Organização Regional de Combate ao Câncer (Orcca), em Betim. O lançamento da iniciativa ocorreu na manhã nesta sexta-feira (25) no Superluna do shopping Partage. A rede de supermercados firmou parceria com a instituição para venda do produto. O valor obtido será integralmente revertido para a Orcca.

A arte foi desenvolvida pelo artista plástico Jackson Abacatu e o valor é de R$ 3,99. A sacola pode ser encontrada em qualquer unidade do Superluna em Betim.

De acordo com o presidente da Orcca, Anderson Borges, a primeira etapa do hospital consiste em um ambulatório com salas para quimioterapia e raio-x. O orçamento inicial é de R$ 5 milhões.

Como a Orcca não tem fins lucrativos, todo o serviço é mantido com o apoio de mantenedores. Por isso, ele afirma, é essencial que empresários e toda a sociedade se sensibilizem com a causa da instituição, que atende cerca de 500 pessoas por mês, dando suporte a pessoas com câncer e seus familiares.

“Se cada um colaborar, conseguiremos tirar o projeto do hospital do papel”, destacou. Ele ainda frisou que, ao adquirir o produto, o consumidor também contribui com o meio ambiente, já que se reduz o uso de sacolas plásticas.

Arte da sacola foi feita pelo artista plástico Jackson Abacatu. Valor é R$ 3,99 e verba será revertida para construção do hospital da Orcca. Foto: Orcca/ Divulgação.

O sócio-diretor da rede Superluna, Navarro Agostinho Cândido, contou que a discussão para apoiar a Orcca começou há cerca de um ano. “Queremos sensibilizar a população em aderir a esse projeto. A arrecadação do valor com a venda das sacolas tem um destino realmente social”, pontuou.

Segundo ele, em breve as sacolas estarão disponíveis nas unidades do supermercado em outras cidades (Contagem, Brumadinho, Ibirité, Igarapé, Mário Campos e Sarzedo).