Carro elétrico Fiat 500E chega ao Brasil em agosto

0
639
Modelo totalmente elétrico da empresa do grupo Stellanis, 500e, será vendido em versão única, com valor superior a R$ 200 mil. Foto: Fiat/ Divulgação.

Modelo elétrico da montadora será vendido em versão única, com valor superior a R$ 200 mil

A montadora Fiat apresentou uma quarta geração de veículos com funcionamento totalmente elétrico. De acordo com o site AutoPapo, em agosto, o modelo subcompacto 500e será “estacionado” no Brasil e contará com 10 pontos de venda em território nacional, com pelo menos dois em São Paulo e o restante em outras capitais.

Segundo informações, o modelo totalmente elétrico da empresa do grupo Stellanis será vendido em versão única, com valor superior a R$ 200 mil. A expectativa é de que no ano que vem o custo do compacto elétrico caia e o número de pontos de vendas aumente.

O utilitário possui baterias de íons de lítio com capacidade de 42 kWh, oferecendo autonomia de até 320 km. O modelo também ostenta um sistema de carregamento rápido. Já que com apenas cinco minutos é possível obter uma reserva de energia suficiente para percorrer 50 km. Essa autonomia, segundo a Fiat, basta para o uso diário médio. Em 35 minutos, é possível atingir 80% da carga das baterias.

Além disso, ao contrário de outros carros elétricos, que exigem tomadas específicas, o 500e pode ser recarregado em um plugue convencional. O motor elétrico chega a desenvolver 87 kW, valor que corresponde a 118 cv. A fabricante destacou que a velocidade máxima é limitada eletronicamente a 150 km/h. Contudo, em apenas nove segundos, a aceleração vai de 0 a 100km/h.

O novo lançamento ainda traz direção autônoma de nível 2, que inclui câmera frontal para controlar o carro longitudinal e lateralmente, além de controle de cruzeiro adaptativo (iACC) que freia ou acelera em resposta a carros, ciclistas e pedestres. Sem deixar de destacar o recurso de centralização da faixa, que mantém o veículo nos limites da via quando existem marcações no piso.

Há também um assistente que, basicamente, identifica placas com os limites de velocidade e recomenda a aplicação, enquanto sensores monitoram os pontos cegos. Sendo assim, se for detectado algum obstáculo, uma luz de aviso triangular se acende no espelho retrovisor. Um sensor de fadiga e câmeras de 360° para auxiliar em manobras também fazem parte do pacote.

Se tratando do design, o novo Fiat 500 continua com a linguagem de estilo das duas gerações anteriores, com linhas mais limpas e dinâmicas. Um detalhe marcante é que a linha de cintura da carroceria passou a separar faróis, que ainda são circulares.

Destaque para a adoção de um inédito logotipo “500”, que aparece pela primeira vez na dianteira do modelo. Na traseira, o modelo ostenta a nova logomarca global do fabricante. A nova geração também ganhou 6 cm de comprimento e 6 cm de largura. Recentemente, uma nova versão de três portas foi anunciada na Europa, a 500 Trip Único ou 3+1.

Elétricos até 2030

No início do mês passado, a Fiat confirmou que venderá apenas carros 100% elétricos a partir de 2030. A revelação foi feita por Oliver François, CEO da Fiat e diretor de marketing na Stellantis, em um debate sobre o Dia Mundial do Meio Ambiente em Milão (Itália).

A informação, do portal Auto Esporte, ressalta que o processo ocorrerá de forma gradual. Os carros da fabricante de origem italiana com motores a gasolina e a diesel serão substituídos aos poucos por veículos elétricos, segundo François. Não serão feitos mais carros a combustão convencionais até 2025, modelos que serão substituídos por híbridos. Os automóveis puramente elétricos entram na segunda fase.

Contudo, no Brasil a montadora ainda não comenta a decisão. “Não recebemos, até o momento, nenhuma diretriz como essa neste sentido”, afirma a assessoria da marca no país ao portal.

Automóveis com propulsores elétricos são mais caros que os a combustão, mas a mudança radical promete não ser um fator que implique no bolso do consumidor.