Com protocolos sanitários, Censa Betim volta a receber visitas

0
750
Instituição, que desde 1964 é referência nos cuidados às pessoas com deficiência intelectual, estava fechada a quase um ano sem poder receber familiares e amigos dos educandos, devido à pandemia de Covid-19. Foto: Censa/ Divulgação.

Instituição estava com a visitação de familiares dos educandos suspensa devido a pandemia de Covid-19

O Centro Especializado Nossa Senhora D’Assumpção (Censa) Betim está novamente de portas abertas para visitantes. A instituição, que desde 1964 é referência nos cuidados às pessoas com deficiência intelectual, estava fechada a quase um ano sem poder receber familiares e amigos dos educandos, devido à pandemia de Covid-19.

O retorno das visitas, no dia 1º de março, só foi possível após uma maior parte dos internos e todos os colaboradores receberem a vacina contra a Covid-19. De acordo com a instituição, todo procedimento está seguindo as regras sanitárias de segurança ao combate do novo coronavírus.

A psicóloga e diretora do Censa Betim, Natália Costa, destaca que todos os cuidados neste momento são indispensáveis, uma vez que, mesmo vacinados, os educandos precisam de proteção. “Visando proteger nossos educandos e colaboradores, tomamos algumas medidas. As visitas deverão ser agendadas previamente e ocorrerão de segunda a sexta-feira, no período da tarde. E só está sendo permitido até três visitantes por educando”, explica Natália.

Ela ainda reforça que a duração das visitas não pode exceder os horários pré-determinados, sendo disponibilizado dois por dia, de 14h às 15h e de 16h às 17h. “Esse procedimento é necessário para mantermos o isolamento da comunidade do Censa e a higienização do local das visitas”, enfatiza.

Natália Costa também esclarece que as recepções dos familiares estão sendo feitas em um local determinado, sendo proibida a circulação nas dependências do Censa. “Para evitarmos qualquer tipo de risco será aferida a temperatura de todo visitante no ato da entrada. Não será permitido o acesso de pessoas com sintomas gripais e todos deverão usar máscara durante a visita. Além disso, haverá uma distância de segurança do educando visitado. Lembrando que não será permitida a entrada de alimentos no local, bem como se alimentar durante a visita”, elucida.

A diretora da instituição aproveita para reforçar o alerta sobre as regras de visitação para que todos colaborem, já que alguns educandos não foram vacinados por estarem fora da faixa etária do Programa Nacional de Imunização (PNI). “Solicitamos o bom senso e a colaboração de todos, pois, mesmo após a vacinação, o rigor do Censa Betim no ato de reabertura deve-se a três fatores importantes. Primeiro, alguns educandos não foram vacinados por estarem fora da faixa etária do PNI. Segundo, possuímos educandos com comorbidades e fatores de risco importantes, que os fragilizam para o contágio. E terceiro, há novas variantes do coronavírus em circulação, com a eficácia da vacina ainda não totalmente conhecida para tais”, concluiu Natália Costa.