Covid-19: Brumadinho anuncia construção de hospital de campanha

0
1608
Espaço vai disponibilizar 18 leitos para jovens, adultos e idosos, e dois para internação infantil. Foto: Prefeitura de Brumadinho.

Outras cidades da região metropolitana de BH estão reforçando a saúde pública para combater o novo coronavírus 

Para reforçar a luta contra à Covid-19, no Brasil e em diversos países, deu-se início a construção de hospitais de campanha. Um auxílio para que a saúde pública não sofra superlotação durante a pandemia.

Estádios de futebol ou centro de eventos, como o Expominas, tiveram o interior totalmente modificado com camas, aparelhos hospitalares e profissionais de saúde.

Em Betim, por exemplo, o antigo Clube da Fiat agora disponibiliza 120 leitos para pacientes de coronavírus em observação. Outras cidades da região metropolitana de Belo Horizonte também estão reforçando o sistema de saúde público para combater à pandemia.

Brumadinho, cidade com menos de 50 mil habitantes, está construindo um hospital de campanha ao lado da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) para atender os brumadinhenses.

“Não vamos permitir que os moradores do município fiquem desamparados neste momento de pandemia, como tem acontecido em outras partes do mundo, inclusive em países desenvolvidos”, frisa o prefeito Nenen da Asa.

No espaço, vão ser disponibilizados 18 leitos para jovens, adultos e idosos, e dois para internação infantil. Os pacientes poderão contar com 10 monitores de sinais vitais e 10 respiratórios.

Além disso, no local terá computadores, equipamento de Proteção Individual (EPIs), oxigênio e gás medicinal, dois automóveis disponíveis, 11 banheiros, gás encanado, almoxarifado e corredor exclusivo para entrada e saída de profissionais.

A inauguração do hospital estava prevista para o último dia 7 de abril, mas segundo assessoria de imprensa da prefeitura, há um atraso de entrega de equipamentos que está interferindo com o cumprimento da data.

Mário Campos

O município faz parte da região de Saúde de Betim, e na localidade não há nenhum leito de terapia intensiva para portadores da Covid-19. Desta forma, a UPA de referência de Mário Campos fica em Brumadinho.

Sendo assim, a Prefeitura de Mário Campos, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, em parceria com a Prefeitura de Brumadinho e Prefeitura de Bonfim, estão realizando um termo de cooperação para auxiliarem na construção do hospital de campanha em Brumadinho.

Em Mário Campos, também está sendo feito a reforma do posto 24 horas para ampliar a capacidade de atendimento. Além disso, foram disponibilizados pela prefeitura R$ 150 mil para a locação de equipamentos respiratórios e compra de EPIs para os profissionais de saúde.

Além da compra de 1.250 testes de Covid-19, sendo 250 para a primeira quinzena de abril e o restante para o início de maio. No município há 37 casos suspeitos de Covid-19 com sintomas leves e em isolamento domiciliar, 15 casos descartados e um caso suspeito.

Juatuba

Em Juatuba não há hospitais, mas a prefeitura informou que o Pronto Atendimento local passou por reformas consideráveis e aumentou o número de leitos para atender a população.

“Medidas como compra de respiradores e materiais para prevenção estão em processo de aquisição. Toda equipe do município está atendendo às orientações da Organização Mundial de Saúde e do Ministério da Saúde”.

De acordo com o último boletim epidemiológico divulgado pela administração municipal, havia 69 casos suspeitos de coronavírus, 21 descartados e nenhum caso foi confirmado na cidade.

Sarzedo

A Secretaria Municipal de Saúde, com apoio da prefeitura, investe em equipamentos e estrutura física e informou que, desde o último dia 6 de abril, passou a funcionar a unidade de apoio ao Covid-19, no bairro Santo Antônio, com atendimento de 8h às 17h.

Segundo a Prefeitura de Sarzedo, o local conta com uma equipe especializada composta por médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem para atender os casos respiratórios e suspeitos do novo coronavírus.

“A Prefeitura reforça o apelo para que as pessoas, na medida do possível, permaneçam em casa e que a indústria e o comércio colaborem com as medidas de funcionamento”.

Atualmente, a cidade possui um caso confirmado e 119 casos suspeitos em investigação de infecção pela Covid-19. Dezessete casos foram descartados. “O óbito de uma mulher de 69 anos foi descartado após investigação por exame”, esclarece a prefeitura.

Juatuba

Em Juatuba, a prefeitura informou que os atendimentos dos casos suspeitos seguem sendo realizados na Unidade de Pronto Atendimento da cidade. De acordo com o último boletim epidemiológico, no município há 72 casos suspeitos sendo investigados, 94 notificados e 22 já foram descartados.

Igarapé

Em Igarapé, a vigilância epidemiológica informou em uma rede social oficial da prefeitura que há 121 casos suspeitos, um óbito descartado e 35 casos investigados já foram descartados. A redação tentou contato com a prefeitura para esclarecimentos sobre o combate à pandemia, mas até o fechamento desta edição não obteve sucesso.

Minas Gerais

Em toda Minas Gerais, segundo informações da Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG), há 903 casos confirmados, 63 óbitos em investigação, 222 óbitos descartados e 30 mortes confirmadas.

Belo Horizonte segue sendo a cidade mineira com mais número de infectados. São 374 pessoas contaminadas e seis óbitos confirmados.

De acordo com o Ministério da Saúde, no Brasil há 25.758 casos confirmados, 14.000 casos recuperados e 1.532 mortes confirmadas. Em todo planeta Terra já morreram cerca de 128.886 pessoas contaminadas com a nova doença.

Os números informados na matéria a respeito dos casos da Covid-19 em Minas Gerais e nas cidades citadas foram atualizados até o momento desta publicação, podendo sofrer alteração posteriormente.