Evento sobre saúde mental e familiar mobiliza servidores da área em São Joaquim de Bicas

0
360
Foto: Prefeitura de São Joaquim de Bicas / Divulgação

Encontro reuniu mais de 50 trabalhadores da Saúde para discutir a melhor implementação de ações de saúde mental na cidade

No último dia 22, as coordenações de saúde mental e atenção primária de São Joaquim de Bicas organizaram o evento “Oficina para integração entre a Saúde Mental e as Equipes de Saúde da Família”. O objetivo do encontro foi debater a implementação de ações de saúde mental nos territórios da cidade, melhorando a acessibilidade e a integralidade. Além das Equipes de Saúde da Família — compostas por enfermeiros, médicos, assistentes sociais e agentes comunitários de saúde —, participaram os técnicos da equipe multidisciplinar de saúde mental. A iniciativa integra o processo de supervisão clínico-institucional, instituído pela Secretaria Estadual de Saúde, para aprimoramento da Rede de Atenção Psicossocial nos municípios do Estado.

O evento tratou da promoção e fortalecimento de uma rede de cuidados em Saúde Mental para todos os níveis de atenção no município de São Joaquim de Bicas. Integrando forças para garantir o acesso universal à Rede de Atenção Psicossocial, respeitando o princípio de equidade em Saúde Mental, Atenção Primária de Saúde com a equipe multidisciplinar.

A Coordenadora de Saúde Mental de São Joaquim de Bicas, Att. Lidiana Silva Guimarães, destaca a relevância das trocas entre a rede para o melhor atendimento da população. “Torna-se importante a integração da rede para construção integrada de projetos que visam atender melhor a população em sofrimento mental, além de fortalecer as práticas de base territorial”, afirma.

Durante o encontro, a dinâmica utilizada foi a roda de conversa para apresentação da proposta de integração da saúde mental com a Atenção Primária de Saúde — que é a ponta das operações do Sistema Único de Saúde (SUS) e são os profissionais desta área que realizam os acompanhamentos e desenvolvem as ações nos territórios.

Para Lidiana, o evento foi bastante produtivo e conseguiu encaminhar diversas ações a serem realizadas pela rede no intuito de promover um atendimento mais amplo, próximo e cuidadoso. “Foram tiradas várias ações respeitando as especificidades de cada território, garantindo assim que as pessoas tenham seu direito e acesso às ações e serviços de saúde mental assegurados nas proximidades de suas residências, rompendo com práticas burocráticas e proporcionando maior integralidade e resolutividade do cuidado em liberdade”, conclui a Coordenadora de Saúde Mental de São Joaquim de Bicas.