Maria do Carmo (PT) defende criação de empregos e melhoria na saúde e educação

0
515
Partido afirma quea gestão 2021-2024 terá o desafio de melhorar as condições de vida de milhares de betinenses. Foto: Divulgação.

Plano de Governo prevê ações para geração de emprego e renda, a volta do Programa Escola da Gente e diálogo permanente com servidores

Maria do Carmo é a candidata à Prefeitura de Betim pelo Partido dos Trabalhadores (PT) nas eleições municipais deste ano. E, segundo informação da equipe responsável pela campanha da candidata, o Plano de Governo do PT foi feito de forma participativa por 1.300 pessoas de todas as regionais da cidade que, reunidas em 25 grupos, buscaram informações em diversas bases de dados para identificar as necessidades de Betim.

O partido afirma que, de acordo como esse levantamento, a gestão 2021-2024 terá o desafio de melhorar as condições de vida de milhares de betinenses, aumentando oportunidades de trabalho e renda, além de disponibilizar um melhor acesso aos serviços de saúde e assistência social e oferecer um modelo educacional mais amplo que englobe ofertar mais espaços para a pratica de esporte e lazer no município, entre outras coisas.

Segundo Maria do Carmo, o plano do Partido dos Trabalhadores traça os caminhos para fazer de Betim uma cidade mais humana, acolhedora e sustentável. E estabelece também compromissos com os betinenses: participação popular e controle social no governo, com Orçamento Participativo (OP), Conferências e Conselhos, direito à cidade, ao desenvolvimento urbano e rural, gestão ética, democrática e eficiente para cuidar do município.

“Nosso Plano prevê ações para estimular a geração de emprego e renda para a população, a agricultura familiar e potencializar o investimento produtivo privado. Vamos também expandir e melhorar a qualidade dos serviços públicos, em especial os de educação e saúde, vamos cuidar de Betim”, afirma a candidata.

No caso da saúde, ela destaca que será necessário reorganizar o Sistema de Único de Saúde (SUS) Betim tendo em vista sua função de município polo organizador da Atenção à Saúde na Microrregião do Médio Paraopeba, para que os municípios encontrem soluções conjuntas, especialmente para os casos da Atenção Especializada. “Dessa forma, a Instituição de Cooperação Intermunicipal do Médio Paraopeba (ICISMEP), deverá assegurar a oferta de serviços Especializados para a Saúde Microrregional. Outra medida é a volta dos Conselhos Locais de Saúde, para que trabalhadoras e trabalhadores possam participar da organização dos serviços”, esclarece Maria do Carmo.

Cenário Pós-Pandemia

O futuro exigirá ação do poder público para superar a grave crise sanitária e econômica provocada pela Covid-19. E pensando nesse cenário, a fim de amenizar as marcas que a pandemia irá deixar, a candidata à prefeita enfatizou que há propostas como a criação do “Banco do Povo“, com uma moeda social para circular exclusivamente em Betim.

“A criação da moeda social deverá garantir vendas, escoamento da produção e renda para pequenos produtores, artesãos e comerciantes”, explicou Maria do Carmo.

Ainda de acordo com a candidata, há uma medida que trata da ativação do Fundo Municipal de Cultura, dotado de recursos próprios e com a realização de editais de programação de ações e serviços periódicos, para garantir trabalho para os artistas locais.

Além do Fundo Municipal de Cultura, também está prevista a volta do Programa Escola da Gente de educação em tempo integral para as crianças e adolescentes receberem uma formação completa”, finalizou.