Mundial de Clubes: Sada Cruzeiro é vice-campeão

0
1208
Contudo, apesar da derrota, a equipe cruzeirense saí de cabeça erguida e fortalecida para o restante da temporada Foto: Agência i7/ Sada Cruzeiro

O clube Lube Civitanova, da Itália, venceu a equipe celeste por 3 sets 1
e garantiu o título pela quarta vez

A decisão do Campeonato Mundial de Clubes da Federação Internacional de Voleibol (FIVB), no último domingo (8), foi protagonizada por dois tricampeões. A partida entre Sada Cruzeiro e o Lube Civitanova, que ocorreu no ginásio Divino Braga, em Betim, terminou com um placar de 3 sets a 1 à favor do clube europeu, com parciais de 25/23, 19/25, 31/29 e 25/21.

Contudo, apesar da derrota, a equipe cruzeirense saí de cabeça erguida e fortalecida para o restante da temporada. O líbero Lukinha falou do saldo positivo da competição. “Saio um pouco triste, claro, porque todo jogador quer sempre vencer. Mas vendo todo o contexto, não há como negar que esse Mundial foi grandioso para nós. Conseguimos o entrosamento ideal para crescer cada vez mais e saímos do campeonato em um nível muito alto para conquistar muito mais. No todo, valeu muito a pena. Quero também agradecer a torcida, que foi fantástica. A energia que vem da arquibancada é muito forte. Foi a primeira vez que passei por isso. Está todo mundo de parabéns”, disse o atleta.

A partida

Durante o primeiro set, a partida se manteve equilibrada. Mas quem faturou foi o Civitanova, vencendo pelo placar de 25/23. No segundo, o clube celeste conseguiu empatar o jogo em 1 a 1 (parcial 25/19).

Já no próximo set, o terceiro, que teve quase uma hora de duração. As equipes mostraram todo potencial que as levaram para a decisão do título. Entretanto, com dois pontos de Yoandy Leal, cubano naturalizado brasileiro, que sacou no último ponto, o set foi vencido por Civitanova por 31 a 29.

A consagração do time italiano veio no quarto set. Apesar do esforço do Cruzeiro por uma reação, o time celeste não foi capaz de superar o Lube Civitanova, perdendo por 25 a 21.

Trajetória

Para chegar a final, as duas equipes tiveram que derrotar grandes clubes. O Sada Cruzeiro bateu a equipe russa, Zenit Kazan, por 3 sets a 0. E, desta forma, conquistou a vaga para a final em busca pelo tetracampeonato. O clube europeu derrotou o Al-Rayyan (Qatar), por 3 sets a 0, mesmo placar da vitória na fase de classificação.

Além do troféu de prata para o Sada Cruzeiro, a cerimônia de premiação concedeu a dois atletas cruzeirense a presença na seleção de melhores jogadores do torneio. O argentino Facundo Conte esteve entre os melhores ponteiros e o Evandro foi eleito o melhor oposto.