Amigo oculto movimenta mais de R$ 7 bilhões nas vendas de Natal

0
1643
Uma pesquisa promovida pela CNDL e pelo SPC Brasil revela que quatro entre cada 10 consumidores participam do amigo secreto. Foto: Domínio público

O setor mais procurado para as compras de presentes são lojas de roupas, seguido de brinquedos, perfumaria e cosméticos

Mesmo diante de uma taxa de desemprego com mais de 12 milhões de pessoas desocupadas, aumento em combustíveis e nos produtos alimentícios, os brasileiros vão às compras. Uma pesquisa promovida pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), revelou que as comemorações de fim de ano irão mobilizar 120 milhões de pessoas entre lojas de departamento, internet e shoppings, em busca de presentes.

Os dados da CNDL destacam que em Betim o crescimento de vendas se aproxima de 10% em relação a 2018. O aumento é gradativo e ocorreu também em datas como dia das mães e black friday. A pesquisa foi feita em grandes cidades da região metropolitana de Belo Horizonte, e demonstra que a média do crescimento é praticamente a mesma nesses municípios.

De acordo com o gerente comercial da Câmara de Dirigentes Lojistas de Betim (CDL), Vital Guimarães, de 48 anos, o décimo terceiro e o saque nas contas do FGTS contribuíram com aquecida nas compras. “Por enquanto, as vendas estão fracas. Todo bom brasileiro deixa para fazer compras na última hora. Por isso, por conta do décimo terceiro, o aumento real é a partir do dia 20. Com uma alta pontual exatamente na véspera do feriado”, disse Vital.

Ainda sobre o estudo, o texto revela que quatro entre cada 10 consumidores participam do amigo oculto – ou amigo secreto. Sendo assim, a previsão é que cerca de R$ 7,5 bilhões sejam injetados na economia nacional por conta da brincadeira. O setor mais procurado são as lojas de roupas, seguido de brinquedos, perfumaria e cosméticos. O ticket médio do presente é R$ 68.

Esse fato ocorre porque as pessoas, normalmente, não participam apenas de um amigo oculto. A moradora de São Joaquim de Bicas, Ana Carolina, 24 anos, revela que neste ano esteve em três confraternizações que envolvia a brincadeira. “Eu participei de um com minhas amigas, outro no trabalho e também de um ‘amigo chocolate’ com colegas da faculdade. É uma maneira de presentear a pessoa que você gosta e também de se aproximar de alguém que não tinha tanta intimidade. Até agora, em todos obtive bons presentes”, destaca Ana.

Das pessoas que foram entrevistadas pela CNDL, 77% afirmaram que vão presentear alguém no Natal. Apenas 17% ainda não decidiram se vão ou não comprar presentes. E 6% declaram abertamente não ter interesse em presentear ninguém. Alguns alegaram que o motivo é a falta de dinheiro. Os dados da pesquisa podem ser conferidos no link: site.cndl.org.br.

Shoppings

Distantes do centro da cidade, o Partage Shopping e o Monte Carmo Shopping, estão otimistas com as vendas de Natal deste ano. No Partage, a expectativa é de acréscimo de 12% nas vendas, em comparação com o último ano. Segundo o diretor de marketing, Júlio Macedo, promoções com sorteios para os clientes e a decoração auxiliam no crescimento. “Na campanha promocional, os clientes concorrem a mais de R$ 70 mil em prêmios especiais, o que impulsiona o aumento de consumo no local. Também apostamos nas experiências diferenciadas, é o caso da decoração natalina, com o tema Mundo Bita, que tem atraído milhares de famílias desde novembro”, conta Júlio.

Para o proprietário da Cacau Show – unidade Partage Shopping Betim, Jardel Las Casas do Carmo, o cenário está melhor. “A economia já dá sinais de crescimento. As pessoas estão mais propensas a gastar, e, nesse contexto, nossa expectativa de crescimento de vendas é de 10% em relação a 2018”, enfatiza Jardel.

Já no Monte Carmo Shopping, o aumento de vendas neste mês de dezembro é de 100%, comparado ao mês de novembro. E 25% comparado ao mesmo período do ano anterior. O gerente de marketing, Harley Barcelos, revela que o local está buscando estimular a presença dos clientes no shopping. “Isso está sendo feito através de inúmeros eventos natalinos realizados. Como, por exemplo, fotos gratuitas com o Papai Noel. Além da ação compre e ganhe, que vai presentear clientes que trocarem notas fiscais de R$ 350 reais em compras no shopping com uma lata de panetone.

Segundo o gerente da loja Boa Festa – unidade Monte Carmo, Bruno Demetrio, o pisca pisca, árvores de natal, pinhas e bolas coloridas contribuem para o aumento de vendas da loja. “Não precisamos contratar ninguém para reforçar a equipe, porém as vendas aumentaram 50%. Os grandes responsáveis por essa atualização são os enfeites natalinos vendidos aqui. Além de artigos de festas como balões personalizados, que também tem grande repercussão nesta época”, afirmou o gerente.

Bruno ainda destacou que os números só não são melhores por conta do baixo movimento de pessoas no local. “É complicado esperar muito de um lugar que não existe nem ônibus direto para se chegar, mas tentamos de todas as formas garantir boas vendas, divulgando em redes sociais nossos produtos e tratando sempre bem os clientes”, finalizou.