Atividades em São Joaquim de Bicas marcam comemoração do mês do idoso

0
1223
Foto: Prefeitura de São Joaquim de Bicas/ Divulgação.

Programação gratuita ocorre no Cras, no Centro de Convivência e em passeios fora da cidade

Em São Joaquim de Bicas, outubro tem sido marcado com atividades variadas para a terceira idade. Até o fim do mês, o Centro de Convivência para Idosos e o Centro de Referência de Assistência Social (Cras) da cidade recebem ações promovidas pela prefeitura para valorizar e parabenizar o idoso pelo seu dia, celebrado em todo mundo em 1º de outubro.

São realizadas atividades culturais, esportivas e de interação social. Além disso, os grupos de idosos do município têm participado de passeios em outras cidades, como: aula de ginástica na Pampulha, com visitação à Igreja São Francisco de Assis, em Belo Horizonte, e participação no Encontro da Melhor Idade 2019, em Carmo do Cajuru.

Ainda em comemoração a data, duas edições do evento “Rainha da Melhor Idade” serão promovidas em São Joaquim de Bicas. A primeira foi no dia 11 e quem venceu foi a Maria da Consolação Palhares, de 71 anos. A próxima será no dia 22. A tradicional disputa escolhe entre as mulheres da melhor idade as mais belas e simpáticas. A ação tem como objetivo trabalhar a autoestima das participantes e a valorização da beleza feminina também na terceira idade.

O prefeito Guto Resende destaca a importância das atividades realizadas nesse mês. “Promover qualidade de vida para aqueles que ajudaram a construir a história da cidade é um compromisso de cidadania”, afirma.

Para mais informações sobre como participar da programação basta ligar para o Cras (3534-8133) ou para o Centro de Convivência (3534-6837).

Idosos tendem a aumentar

A população brasileira tem mantido a tendência de envelhecimento. Dados recentes do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) apontam que o número de idosos no Brasil cresceu 18% em cinco anos.

Atualmente, o país tem mais de 28 milhões de pessoas nessa faixa etária, número que representa 13% da população do país. Esse percentual tende a dobrar nas próximas décadas, segundo a Projeção da População, divulgada em 2018 pelo órgão.